Mulher cria projeto e entrega marmitas para pessoas em situação de rua em Boituva

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Há mais de um ano, a pandemia de Covid-19 trouxe incertezas. Mas com solidariedade, uma moradora de Boituva (SP) se encontrou no desejo de fazer algo que amenizasse a dor, a fome e o sofrimento de quem estava em situação de rua e criou o projeto “Almoço do Bem”.

A autônoma Gisele Alves dos Santos, por meio de doações, faz marmitas com a família e distribui aos domingos para moradores de rua em Boituva.

Segundo ela, como a situação da Covid-19 piorou é importante se colocar no lugar do próximo e ajudar como cada um é capaz.

“Caminhando pela cidade percebi a necessidade das pessoas morando na rua e passando fome. Foi de cortar o coração, com isso surgiu o projeto Almoço do Bem”, diz Gisele.

Água, comida e refrigerante são doados aos moradores de rua em Boituva — Foto: Arquivo Pessoal
Água, comida e refrigerante são doados aos moradores de rua em Boituva (Fotos: Arquivo Pessoal)

Quem recebe a ajuda retribui com gratidão. Contudo, para quem está do outro lado, o sentimento é de paz. De acordo com a autônoma, todos os fins de semana são produzidas cerca de 50 marmitas.

Os produtos utilizados, como legumes, carnes, arroz e feijão, são doados por amigos, conhecidos e comerciantes da cidade, que simpatizam com o “Almoço do Bem”.

O desejo de fornecer mais alimento foi alavancado por um grupo criado em um aplicativo de mensagens. Pelo aplicativo, segundo ela, participam pessoas interessadas em ver o projeto ser expandido, fazer doações ou ajudar com as compras.

“Muitas pessoas oferecem ajuda para fazer a marmita, mas com a pandemia, não posso colocar pessoas dentro de casa, então, quem me ajuda nessa parte é minha família, que mora comigo”, explica.

Marmitas são feitas e doadas para moradores de rua durante pandemia em Boituva — Foto: Arquivo Pessoal
Marmitas são feitas e doadas para moradores de rua durante pandemia em Boituva (Foto: Arquivo Pessoal)

Gisele esclareceu ainda que não importa a quantidade doada por cada pessoa, mas o desejo em fazer a doação.

“Eu faço com a minha família e o sentimento não tem preço. Sinto muita gratidão. Isso é muito gratificante para mim e minha família. É muito amor e Deus”, finaliza.

Gisele tira a máscara durante foto para o projeto 'Almoço do Bem' — Foto: Arquivo Pessoal
Gisele tira a máscara durante foto para o projeto ‘Almoço do Bem’ (Foto: Arquivo Pessoal)

Doações

Segundo Gisele, para moradores da região de Itapetininga que tiverem interesse em ajudar com o projeto, doações de alimentos ou auxílio financeiro para a compra de embalagens e produtos, podem ser feitas pelo telefone de contato: (11) 97761-5165.

Autônoma recebe produtos e doação para montar as marmitas de domingo — Foto: Arquivo Pessoal
Autônoma recebe produtos e doação para montar as marmitas de domingo (Foto: Arquivo Pessoal)

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes