Mulher achada morta sob viaduto em Tietê mandou mensagem antes de desaparecer

A mulher de 44 anos que foi encontrada morta embaixo de um viaduto em Tietê (SP) mandou mensagem para o filho de 19 anos pedindo para que ele adiantasse o jantar minutos antes de desaparecer.

Michael Douglas Almeida Matos contou que a mãe, Ivanilde Almeida de Andrade, tinha trabalhado o dia todo na quinta-feira (8) como faxineira em uma casa, mas estranhou a demora dela para voltar no fim da tarde. A vítima foi encontrada morta na sexta-feira (9).

“Ela trabalhou até por volta das 16h e, de lá, desceu para a academia. Ela fez academia normalmente, depois ia na loja pegar um tênis que tinha comprado e no banco, isso por volta das 18h. Às 18h07, ela me mandou mensagem falando para adiantar a ‘janta’”, lembra Michael.

O print da conversa mostra que, às 18h08, Michael respondeu a mãe dizendo que estava cozinhando feijão. Às 19h04, ele perguntou por que a mãe estava demorando para chegar.

“Era para ela chegar umas 18h45 estourando. Achei estranho, comecei a mandar mensagem, perguntando se ela ia demorar, se queria que eu a buscasse, mas ela não respondeu mais. Liguei e ela não respondeu. Aí avisei minha irmã que estava achando estranho. Ela não costumava demorar”, conta.

A partir disso, Michael avisou outros parentes e decidiu refazer o trajeto que a mãe normalmente fazia a pé, mas não a encontrou. Depois, a família registrou um boletim de ocorrência e publicou sobre o desaparecimento de Ivanilde nas redes sociais.

Filho de 19 anos estranhou a demora da mãe para voltar para casa em Tietê — Foto: Michael Douglas Almeida Matos/Arquivo pessoal
Filho de 19 anos estranhou a demora da mãe para voltar para casa em Tietê (Foto: Michael Douglas Almeida Matos/Arquivo pessoal)

O caso passou a ser investigado, e a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal fizeram patrulhamento para tentar localizar Ivanilde. No dia seguinte, a filha da vítima e o marido chegaram para ajudar nas buscas.

“Na sexta-feira cedo, minha prima fez o trajeto de novo e encontrou o óculos da minha mãe quebrado, e ligou pra mim. Aí já nos desesperamos completamente. Aí fomos para o local, meu cunhado deixou o carro do outro lado da pista e atravessou a via”, relata.

Segundo Michael, o corpo de Ivanilde foi encontrado pelo cunhado e estava dentro de um cercado embaixo do viaduto da Rodovia Prefeito Antônio Romano Schincariol (SP-139). A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados e constataram o óbito.

Investigação

De acordo com a PM, foram encontrados vários pertences de Ivanilde junto ao corpo, mas a polícia não localizou o tênis que a mulher teria comprado.

O filho dela contou que, antes de desaparecer, a mãe também tinha mandado uma mensagem para a tia pedindo para que ela passasse na casa dela pegar o calçado.

Jovem de 19 anos quer respostas sobre o que aconteceu com a mãe em Tietê — Foto: Michael Douglas Almeida Matos/Arquivo pessoal
Jovem de 19 anos quer respostas sobre o que aconteceu com a mãe em Tietê (Foto: Michael Douglas Almeida Matos/Arquivo pessoal)

Inicialmente, a Polícia Militar informou que uma das suspeitas é de que a mulher tenha sido vítima de uma tentativa de assalto e acabou caindo no local. Apesar disso, a Polícia Civil disse que tudo ainda está sendo investigado e que nenhuma hipótese foi descartada.

“Estamos atrás de filmagens para apurar a causa da morte, se ela foi perseguida por alguém ou se tentou passar de um lado para o outro e caiu. A perícia foi feita e estou esperando, assim como o exame necroscópico. Isso é para chegar no que levou ela a cair, se foi acidental ou não”, explica o delegado Weslley Almeida.

Conforme a Polícia Militar, Ivanilde estava com as duas pernas quebradas, tinha batido a cabeça e feito escoriações nas mãos.

“Estamos esperando respostas porque não temos confirmação nenhuma, queremos ter certeza do que aconteceu. Infelizmente, a vida já não volta mais, mas queremos ter pelo menos o conforto de saber o que aconteceu ali, a angústia que ela teve, se alguém torturou ela”, desabafou o filho da vítima.

Mãe e filho

Michael Douglas também falou sobre a relação que tinha com a mãe Ivanilde. Segundo o filho, moravam somente os dois na mesma casa desde que o avô dele, de 86 anos, morreu de Covid-19 em janeiro.

“Além de ser mãe e filho, a gente tinha uma ótima amizade, éramos ótimos amigos. Estamos muito abalados, tristes, alguém interrompeu os sonhos de uma pessoa sonhadora”, conta Michael.

Pai de mulher encontrada morta sob viaduto em Tietê morreu de Covid em janeiro — Foto: Michael Douglas Almeida Matos/Arquivo pessoal
Pai de mulher encontrada morta sob viaduto em Tietê morreu de Covid em janeiro (Foto: Michael Douglas Almeida Matos/Arquivo pessoal)

O jovem disse ainda que foi morar com o pai depois do ocorrido. O casal estava separado havia cerca de cinco anos e, agora, toda a família espera respostas sobre o que aconteceu com Ivanilde.

“Eu quero uma resposta. Se alguém fez, eu quero que pague, isso não pode ficar do jeito que está, abala a família toda. É uma coisa triste que não desejo para ninguém. Perder uma mãe, só quem realmente passa para saber o buraco que fica”, completa.

Fonte: G1 – Foto: Michael Douglas Almeida Matos/Arquivo pessoal

Scroll Up