Morto em incêndio na Trump Tower era negociante de arte e amigo de Andy Warhol

O homem morto no incêndio na Trump Tower, em Nova York, neste domingo (8), tinha 67 anos e era negociante de arte. De acordo com a imprensa dos Estados Unidos, Todd Brassner era amigo de Andy Warhol (1928-1987), cineasta e pintor norte-americano do movimento pop art.

Brassner é citado no livro “Diários de Andy Warhol”, publicado em 1989. Havia sido presenteado, inclusive, com uma gravura de Marilyn Monroe autografada pelo artista.

Segundo o site “The Fox News”, a vítima do incêndio morava no apartamento no 50º andar da Trump Tower desde 1996. Sua vida sempre foi relacionada à arte: vendia e colecionava obras. Até o fim de 2014, recebia auxílio financeiro da família.

No entanto, após esse período, Brassner enfrentou dificuldades para se sustentar.

Incêndio no edifício

O incêndio começou por volta das 18 horas (19 horas em Brasília). O Departamento de Bombeiros de Nova York (FDNY, na sigla em inglês) divulgou uma foto no Twitter na qual é possível ver chamas saindo de quatro janelas do prédio. O edifício não chegou a ser evacuado.

Quatro bombeiros estão feridos. Ainda não foram informadas as causas do incêndio.

Antes de se mudarem para a Casa Branca, o presidente dos EUA, Donald Trump, a primeira-dama, Melania, e Barron, filho do casal, moravam na Trump Tower.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up