Morto a facada pela companheira de 15 anos foi investigado por estuprá-la, diz polícia

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O homem de 35 anos que foi morto pela companheira de 15, em Tabatinga (SP), chegou a ser investigado por estupro de vulnerável há cerca de dois anos, de acordo com a Polícia Civil. Segundo o boletim de ocorrência, eles moravam juntos havia 3 anos e têm um filho de 7 meses.

O crime de homicídio aconteceu na noite deste sábado (7), em uma casa na Vila Santa Cruz. De acordo com o boletim de ocorrência, a adolescente matou o companheiro com uma facada nas costas depois de ser agredida com socos. O homem chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

A polícia informou que a menor também foi levada ao hospital porque estava machucada. Em seguida, ela foi apreendida e levada a uma unidade da Fundação Casa.

Segundo a Polícia Civil, o homem foi investigado em um inquérito policial por estupro de vulnerável, no qual a sua companheira, agora com 15 anos, era a vítima. O inquérito foi finalizado e encaminhado à Justiça.

A reportagem entrou em contato com o Tribunal de Justiça, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. Já o Conselho Tutelar de Tabatinga informou que acompanha o caso há 3 anos. A Polícia Civil e o Conselho Tutelar não souberam informar para onde o filho do casal foi levado.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes