Moradores do Califórnia II T em Botucatu agora recebem água tratada

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Na década de 90, novos loteamentos começavam a surgir em Botucatu. Entre eles, o Nova Califórnia II T, no distrito de Rubião Júnior. Após anos de luta para sua legalização, as cerca de 100 famílias que moram no bairro agora podem consumir água tratada de qualidade, direto nas suas casas.

Na manhã de domingo (13), um evento promovido pela Prefeitura de Botucatu e Sabesp oficializou a chegada da infraestrutura que atenderá 251 lotes. Aqueles que compareceram também já puderam fazer a solicitação de ligação de água para sua residência. Avaliado em cerca de R$ 196 mil, o sistema compreende 2,6 km de rede de distribuição de água e um reservatório com capacidade para armazenar 100 mil litros de água.
Waldir Aparecido Cunha, presidente da Associação de Moradores Califórnia 2T, conta que o loteamento é de 1997. Desde então, todas as famílias viviam com água de poço artesiano. “Agora água é canalizada, tratada da Sabep. É outra conversa, bem melhor, porque também valoriza o loteamento”, afirma.
José Carlos Trindade, empreendedor do loteamento, não escondia a satisfação de poder ajudar a concluir a infraestrutura no local. “Na época era um loteamento rural, mas por conta de mudança na legislação o Califórnia passou a ser de extensão urbana. Por isso sua legalização integral só foi possível em 2011. Agora conseguimos vencer todas as etapas e completar esse processo com apoio muito grande da Prefeitura e da Sabesp”, comemora.
Mário Eduardo Pardini Affonseca, superintendente da unidade de negócios do Médio Tietê da Sabesp, elogiou o comprometimento dos moradores e empreendedor no processo de regularização do loteamento e da própria equipe da própria Sabesp na condução das obras no bairro.
“O abastecimento de água no Califórnia é mais uma lição de que o ‘não’ tem que ser sempre a última opção para que possamos trabalhar em benefício da população. Vale lembrar que a Sabesp tem investido na construção de 22 estações de tratamento de esgoto para a despoluição de todo o Médio Tietê. Botucatu também caminha a passos largos para levar saneamento aos bairros mais distantes da área urbana como o Rio Bonito, Mina e Porto Said”, enaltece.
Também presente no evento, o prefeito de Botucatu, João Cury Neto, endossou as palavras de Pardini. Na avaliação dele, saber ouvir as angústias da população e ter pró-atividade são essenciais para que antigos problemas possam ser solucionados.
“Se não tem água no Califórnia é problema do povo. Se é problema do povo é problema do prefeito. Não podemos nos apequenar. E a água que as pessoas estavam bebendo aqui, não era problema de saúde pública? Não é por tanto assunto de interesse público? Então a gente tem que se debruçar para resolver o problema ao invés de jogar nas costas dos outros, como era feito no passado. A gente tem que se colocar no lugar do outro e sentir a dor do outro”, afirma.

Fonte: Prefeitura Municipal de Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes