McDia Feliz ajudará na construção do Espaço Acolhedor da Pediatria Oncológica do HC de Botucatu

No próximo sábado, 25, será realizado, pela 18ª vez, o McDia Feliz, com o objetivo de arrecadar recursos para a construção de um espaço acolhedor para as famílias das crianças que estão em atendimento na Enfermaria Pediátrica da Oncologia do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina, em Botucatu.Os voluntários envolvidos na campanha já estão vendendo os tíquetes que dão direito a um lanche Big Mac.

O valor do lanche é de R$ 16,50. Retirados os impostos, toda a renda será destinada, pelo Instituto Ronald McDonald’s, para o empreendimento em Botucatu e outros apoiados pela rede de restaurantes no Brasil.O projeto do Espaço de Acolhimento tem como objetivo oferecer um ambiente adequado para as famílias que acompanham os pequenos pacientes em suas sessões de tratamento contra o câncer, que muitas vezes demanda quimioterapia, radioterapia, exigindo longos períodos de atendimento hospitalar.

“Tem criança que fica meses e as família fica acompanhando no hospital, sendo que muitas vezes os familiares acabam usando as dependências da unidade para higiene e até lavar pequenas peças de roupas em banheiros, o que não é adequado em ambiente hospitalar. Por isso essa casa acolhedora, que terá aproximadamente 270m²”, destacou Guto Albano, da Famesp, e coordenador da campanha em Botucatu.

A Enfermaria de Pediatria do HCFM atende, regularmente, 45 crianças em tratamento no complexo hospitalar em Rubião Junior.Albano ressaltou que há 18 anos a campanha é realizada a favor da Enfermaria de Pediatria do HCFMB, com a renda usada na compra de diversos equipamentos médicos e de exames especializados de última geração. “Agora nosso foco é ampliar a humanização aos pacientes e familiares, para oferecer conforto às famílias de pacientes com esse atendimento”Nessa casa de acolhimento, anexo à enfermaria pediátrica, a família e o paciente terão à disposição: salas de estudos, cinemateca, cozinha, copa, salas de estar, de leitura, recepção, um espaço para assistentes sociais e também duas salas de aulas para as crianças não interromperem os estudos, mesmo durante o tratamento.A equipe que está trabalhando para a realização da campanha destaca que outras iniciativas estão sendo realizadas. Há pouco tempo houve destinação de recursos de festas organizadas por organizações sociais e de defesa de animais para a obra.“Há alguns dias conseguimos autorização para levar as crianças para passear em um ônibus turístico panorâmico. As crianças adoraram, pois elas ficam muito tempo em tratamento. Tem criança que está há mais de três meses lá”, contou Guto Albano.

Jornal Leia Notícias por Haroldo Amaral

Scroll Up