Matéria escura misteriosa pode ser a responsável pelo fim dos dinossauros na Terra

O Sistema Solar navega pelo meio da via Láctea a cada 70 milhões de anos. De acordo com estudos cosmológicos, pode haver indícios de que em uma destas passagens uma matéria escura exótica foi o que desencadeou a destruição toda a existência dos dinossauros.

Uma física teórica da Universidade de Harvard, Lisa Randall, acredita que este misterioso item espacial aparentemente desencadeou o movimento dos cometas que destruíram parte da superfície da Terra e extinguiram os habitantes gigantes que circulavam por aqui.

Essa ‘matéria escura’ é, segundo estudos, o material mais abundante em todo o universo, sendo que deve ser responsável por cerca de 85% da matéria total do infinito. No entanto, não pode ser vista por nenhum telescópio. Os astrônomos propuseram que é ela a responsável pelos efeitos gravitacionais em estrelas, planetas e poeiras vistas no Universo.

Randal e sua equipe estão conduzindo uma pesquisa especial para tentar identificar se há tipos diferentes de tal matéria. Eles levantaram a hipótese de que a massa que entrou em contato com os cometas que acertaram a Terra seria uma menos convencional e teria se contraído em um grande disco até a colisão. Tal disco transformou a rota dos meteoros.

“Se a minha pesquisa atual estiver correta, esta descoberta provará um dos primeiros passos dados pelo Universo para o desenvolvimento dos mamíferos e por consequência, da humanidade”, reportou Randal à New Republic.

“Os paleontólogos, geólogos e físicos mostraram que há 66 milhões de aos, um objeto de pelo menos dez quilômetros de largura acertou o nosso mundo e destruiu os dinossauros assim como 75% das outras espécies”, completou.

A proposta que o estudo deve seguir é acompanhar quais os acontecimentos que ocorrerão durante a próxima passagem do céu pela zona central da Via Láctea e, dessa forma, tentar identificar algum tipo de disco gravitacional composto da matéria misteriosa.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up