Máscara de 6 mil anos encontrada na Bulgária é comparada ao filme “Predador”

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um achado arqueológico, que remonta há mais de seis mil anos, foi encontrado por um grupo de pesquisadores durante uma escavação no sítio Provadiya-Solnitsata, no nordeste da Bulgária, assentamento conhecido como a cidade mais antiga da Europa: uma ” máscara alienígena” com traços humanos e animais.

Segundo informações do portal Arqueologia na Bulgária, o objeto seria do final do quinto milênio a.C., feito de argila e recebeu o inusitado apelido por conta de suas similaridades com a máscara utilizada pelo alienígena do filme de ficção científica ‘Predador’.

Cena do filme “O Predador”, de 2018, na qual um alienígena aparece usando máscara sem boca (Foto: Divulgação/20th Century Fox)

De acordo com a publicação, entre as principais características estão a ausência de um espaço para a boca, o formato triangular precisamente entalhado na parte da frente no formato de um rosto humano, os ângulos superiores que se assemelham a orelhas, além de sobrancelhas modeladas, um nariz estilizado e olhos elípticos.

“O artefato provavelmente era um símbolo de posição social para quem fosse digno de usá-lo pendurado no pescoço”, afirma Vasil Nikolov, do Instituto Nacional e Museu de Arqueologia de Sófia, capital da Bulgária.

Máscara encontrada no assentamento Provadiya-Solnitsata, no nordeste da Bulgária (Foto: Reprodução/Solnitsata Prehistoric Settlement)

Segundo Nikolov, em entrevista a uma rádio búlgara, é impossível precisar com exatidão o local em que a máscara foi feita, apenas que é uma estatueta do final do período Calcolítico, ou seja, antes de 4.000 a.C., tão antigo quanto a maioria das descobertas realizadas na região.

Fonte: iG

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes