17 de junho, 2024

Últimas:

Marido de vítima de latrocínio em São Pedro relata momentos de terror durante assalto: ‘pensei na minha filha’

Anúncios

O marido de uma vítima de latrocínio em São Pedro (SP) relatou momentos de terror durante o assalto que terminou com a esposa morta. O crime aconteceu na madrugada desta segunda (27) e a filha do casal, de 7 anos, estava na casa, mas não se feriu.

O criminoso abordou o casal no sítio, chegou a agredir o homem e, depois de abandoná-lo na entrada da propriedade, levou a mulher. Ela foi encontrada morta a cerca de 1 quilômetro do local, com um ferimento na cabeça.

Anúncios

O homem, que preferiu não se identificar, relatou que toda a ação foi muito violenta e que desde a abordagem já sofreu agressões por parte do criminoso. Ele também conta que foi obrigado a tomar remédios. “Ele tirou dois comprimidos do bolso, brancos, pequenos, e falou: ‘você tem que tomar esses comprimidos aqui, se não tomar eu vou matar sua filha'”, contou a vítima.

A vítima conta que a filha do casal tem 7 anos e dormia dentro da casa no momento do crime. O homem chegou a ameaçar a criança, se o casal não obedecesse.

Anúncios

“Ele falou: ‘vou te matar, se você correr eu vou te matar.’ Eu fiquei quieto, só pensei na minha filha.”

Depois de roubar R$ 6 mil na casa, o criminoso fez o homem dirigir até a porteira e depois o abandonou, levando a esposa dele de refém. “Quando cheguei na porteira ele mandou eu descer. Do jeito que eu desci, abri a porteira, só senti uma pancada na cabeça e caí no chão. Fiquei meio desmaiado, meio zonzo. E vi a caminhonete saindo.”

Caminhonete do casal usada por criminosos em assalto em São Pedro (Foto: Reprodução/EPTV)

Ele conta que voltou para a casa, pegou a filha e correu até a casa de um vizinho. “Achei que eles estavam na região ainda e pedi ajuda”, relatou.

O homem afirma que depois a polícia chegou a encontrou a caminhonete que tinha sido roubada e o corpo da esposa ao lado. “Eu acredito que ela reconheceu o assaltante, por isso mataram.”

A vítima relata que a região, que fica próxima da serra de São Pedro, tem recorrência de assaltos. Ele já tinha tido materiais do sítio roubados antes, mas nunca o crime tinha sido tão violento. Ele também disse que acha que, apesar de ter visto apenas um criminoso, há mais pessoas envolvidas.

Polícia procura criminoso

A Polícia Militar busca informações para tentar identificar o criminoso. Segundo o capitão da Polícia Militar em Piracicaba, Saulo Vieira Runho, a investigação está em curso pela Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Piracicaba.

Ele orienta que qualquer pessoa que tenha alguma informação que possa colaborar no caso, entre em contato com as autoridades.

“Se as pessoas que estiverem tiverem algum tipo de informação que possa colaborar com a Polícia Militar e com a Polícia Civil na elucidação desse crime, que procure a delegacia ou faça a ligação via 190”, orientou.

Sede da Deic em Piracicaba — Foto: Rodrigo Pereira/ g1
Sede da Deic em Piracicaba (Foto: Rodrigo Pereira/ G1)

O capitão da PM também diz que o crime foi marcado por muita violência, dentro do sítio, quando o roubo acontecia, e também fora do imóvel. “Foi uma ação bem violenta, além das agressões no interior da residência em busca do dinheiro, culminou com a morte da mulher”, disse.

Ele explica que até agora não há informações sobre o criminoso ou até se há mais de um envolvido no crime. O carro das vítimas passou por perícia e o caso segue em investigação.

O caso

De acordo com o boletim de ocorrência, o casal estava no sítio, quando ouviu durante a madrugada um barulho na área externa. O homem relata que a mulher disse que seu irmão a chamava e abriu a porta, quando foi rendida por um criminoso armado.

O homem também foi rendido e o assaltante a todo momento pedia dinheiro. Ele vasculhou a casa, com a mulher de refém, e encontrou R$ 6 mil em dinheiro. Ainda conforme o relato aos policiais, o homem foi obrigado a dirigir até a entrada do sítio, saiu do carro e levou uma pancada na cabeça.

Homem foi deixado na entrada do sítio em São Pedro e mulher foi sequestrada e morta depois (Foto: Reprodução/EPTV)

Ele relata que ficou atordoado e não conseguiu ver para onde a esposa foi levada. A Polícia Militar fez buscas pelo local e encontrou o carro atolado e a mulher já morta, a cerca de 1 quilômetro do sítio, com ferimento na cabeça.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Há oportunidades de bolsas de estudo para programas presenciais e on-line com foco em desenvolvimento acadêmico e profissional...

Categorias