Mãe da universitária Mariana Bazza morre por complicações da Covid no interior de SP

Morreu na noite deste sábado (19) por complicações da Covid-19 Marlene Forti Bazza, de 51 anos. Ela era mãe da universitária Mariana Bazza, que foi assassinada em setembro 2019 em Bariri (SP) por um homem que se ofereceu para ajudá-la a trocar o pneu do carro.

Marlene Bazza morreu por complicações da Covid-19 e o enterro foi realizado em Bariri (Foto: Facebook/Reprodução)

O crime chocou a cidade de pouco mais de 35 mil habitantes. O autor, Rodrigo Pereira Alves, foi condenado a mais de 40 anos de prisão por latrocínio, estupro e ocultação de cadáver.

Marlene estava internada desde o começo deste mês de fevereiro em um hospital de Lins devido a complicações da doença. Amigos e familiares chegaram a pedir orações nas redes sociais após ela ter sido transferida para UTI.

Amigos chegaram a pedir orações para a moradora de Bariri quando ela foi internada na UTI  — Foto: Facebook/Reprodução
Amigos chegaram a pedir orações para a moradora de Bariri quando ela foi internada na UTI (Foto: Facebook/Reprodução)

O enterro de Marlene aconteceu na manhã deste domingo (20) no Cemitério Municipal de Bariri sem realização de velório devido às medidas de prevenção da Covid-19.

Dezenas de amigos e parentes postaram mensagens de homenagem no perfil de Marlene no Facebook.

Parentes e amigos postaram mensagens de despedida e homenagem no perfil de Marlene nas redes sociais — Foto: Facebook/ Reprodução
Parentes e amigos postaram mensagens de despedida e homenagem no perfil de Marlene nas redes sociais (Foto: Facebook/ Reprodução)

Fonte: G1