Júri condena casal pelo assassinato de mulher com 4 tiros na frente da Santa Casa de Bariri

A Justiça de Bariri (SP) condenou nesta quarta-feira (30) o casal acusado de matar uma mulher de 28 anos com quatro tiros na frente da Santa Casa de Bariri, no dia 17 de novembro de 2019.

Segundo a decisão do Tribunal do Júri, Daniel Henrique Pereira foi condenado a 32 anos de reclusão, em regime inicial fechado, pela participação no homicídio da sua ex-mulher, Taís Carla Mosconi, então com 28 anos.

Já a atual esposa de Daniel, Natália Vitória Moreira Dias, foi condenada a 17 anos e dois meses de detenção, também em regime fechado, além de multa. O juiz negou aos réus o direito de recorrer da decisão em liberdade.

Casal Daniel e Natália foi preso pelo envolvimento no crime que matou a ex-mulher de Daneil, em Bariri — Foto: Facebook/Reprodução
Casal Daniel e Natália foi preso pelo envolvimento no crime que matou a ex-mulher de Daneil, em Bariri (Foto: Facebook/Reprodução)

Relembre o caso

Taís Carla Mosconi foi morta durante a madrugada de domingo, em novembro de 2019, quando levava o irmão para atendimento na Santa Casa de Bariri.

Segundo a Polícia Militar, a vítima foi levar o irmão ao pronto-socorro quando acabou se encontrando com Natália e as duas começaram a discutir.

Arma foi apreendida com Natália Dias, esposa do ex-marido da vítima; crime ocorreu na frente da Santa Casa de Bariri — Foto: Polícia Militar/Divulgação
Arma foi apreendida com Natália Dias, esposa do ex-marido da vítima; crime ocorreu na frente da Santa Casa de Bariri (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Ainda conforme a PM, a jovem pegou um revólver e atirou cinco vezes contra Taís. Um dos tiros acertou o braço do rapaz com quem a vítima tinha um relacionamento e que a acompanhava no momento do crime. Os outros disparos atingiram Taís, que foi socorrida às pressas, mas não resistiu aos ferimentos.

Daniel, o ex-marido de Taís, foi preso depois de se apresentar à polícia. Já Natália, atual esposa de Daniel e suspeita de ter dado os tiros, foi presa após o crime em um ônibus fugindo para outra cidade. Ela estava com uma arma na bolsa.

A jovem confessou o crime e foi presa em flagrante por homicídio e tentativa de homicídio. Os dois passaram por audiência de custódia, tiveram as prisões preventivas decretadas, e estão presos desde então.

Fonte: G1

Scroll Up