João Doria anuncia saída e Rodrigo Garcia toma posse como novo Governador de SP

João Doria anunciou nesta quinta-feira (31) que deixa o cargo de Governador do Estado de São Paulo. Rodrigo Garcia, eleito como Vice-Governador na chapa com Doria nas eleições de 2018, tomou posse como novo Governador do Estado, mandato que se encerra em 31 de dezembro deste ano.

“Raro é o caso de um governador que delega força, poder e autonomia para o seu vice. E eu fiz isso consciente da responsabilidade e da capacidade do Rodrigo Garcia. Ele coordenou a nossa campanha, uma campanha vitoriosa, dura e difícil, e cumpriu seu papel da função pública com o mesmo ritmo, comportamento e postura de uma empresa privada. O Rodrigo Garcia foi nosso CEO ao longo desses três anos e três meses. E São Paulo teve o privilégio de ser governado por dois governadores”, disse Doria.

Doria falou para um grande público que compareceu no encerramento do Seminário Municipalista realizado no Auditório Ulysses Guimarães, no Palácio dos Bandeirantes. O evento contou com a presença de Rodrigo Garcia, o presidente da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado), Carlão Pignatari, o prefeito da Capital, Ricardo Nunes, o presidente da Câmara de São Paulo, Milton Leite, além de prefeitos e prefeitas de 619 municípios do estado.

“Por três anos e três meses trabalhei de graça pelo Governo de São Paulo. E trabalhei feliz. Foram princípios de honestidade, dedicação e disciplina que me fizeram uma pessoa de sucesso na iniciativa privada. Tudo isso contribuiu para que viesse trabalhar para os que mais precisavam e os mais vulneráveis”, afirmou. “É hora de enfrentarmos as adversidades coletivamente, e não individualmente, e criar uma frente ampla pelo Brasil e pelos brasileiros”.

Doria descreveu os desafios enfrentados pelo governo, com as reformas administrativas, o enfrentamento da pandemia pautado pela orientação da ciência, o início da vacinação e o momento da retomada, com programas e grandes obras que impulsionaram a economia de São Paulo e geraram empregos em diversas frentes em todas as regiões do estado. “Daqui para frente nosso trabalho continua em São Paulo pelas mãos experientes e competentes do Rodrigo Garcia”, completou Doria.

Empossado em 1º de janeiro de 2019, João Doria deixa o governo com três anos e três meses de mandato. O paulistano de 64 anos assumiu a Prefeitura da cidade de São Paulo em 2016, eleito no primeiro turno, e renunciou ao cargo em 2018 para concorrer ao Governo de São Paulo. Venceu o então governador Márcio França no segundo turno, com 11 milhões de votos, e tomou posse como o 37º Governador do Estado.

Com a renúncia de Doria, Rodrigo Garcia passa a ocupar o cargo como Governador de São Paulo. Garcia também assumiu, além do gabinete de Vice-Governador na gestão Doria, o cargo de Secretário de Governo. Ele foi responsável por coordenar projetos, obras e serviços de grande impacto. Liderou a articulação estratégica no desenvolvimento das políticas públicas estaduais, dentre eles o Orçamento do Estado.
Foto: Divulgação

Novo Governador

Com a renúncia de Doria, Rodrigo Garcia passa a ocupar o cargo como Governador de São Paulo. Garcia também assumiu, além do gabinete de Vice-Governador na gestão Doria, o cargo de Secretário de Governo. Ele foi responsável por coordenar projetos, obras e serviços de grande impacto. Liderou a articulação estratégica no desenvolvimento das políticas públicas estaduais, dentre eles o Orçamento do Estado.

Com 47 anos, Rodrigo Garcia ocupou a cadeira de deputado federal por dois mandatos, de 2011 a 2018, e três vezes deputado estadual, tendo sido presidente da Assembleia Legislativa, entre 2005 e 2007. Foi secretário nas pastas da Habitação, de Desenvolvimento Econômico e de Desenvolvimento Social e também secretário de Gestão da Prefeitura de São Paulo.

“Escolhemos o lado certo com o enfrentamento da pandemia. Procuramos trabalhar por São Paulo, resolver os problemas de São Paulo. Em tempos de divisão, São Paulo deu exemplo para o Brasil e para o mundo. João Doria, estamos todos aqui hoje para te abraçar, porque nós tivemos de prefeitos e prefeitas a compreensão que era necessária”, disse Rodrigo Garcia.

“Ninguém aqui está aqui para te dizer adeus, mas um até breve pela importância para o Brasil pelo o que você fez por São Paulo. Portanto, hoje não tenho eu que brilhar aqui não, o momento é seu”, finalizou.

Fonte: Governo de SP