Izaias Colino faz novo pedido pela implantação do IPTU Verde em Botucatu; munícipes poderão ter descontos com atitudes sustentáveis

Pela quarta vez nos últimos anos, o vereador Izaias Colino [PSDB] decidiu focar sua atuação durante a última sessão ordinária realizada na Câmara Municipal de Botucatu no destaque de uma questão que envolve o meio ambiente e a sustentabilidade. O requerimento é para que a cidade adote o selo IPTU Verde. O pedido foi apresentado e aprovado pela unanimidade dos demais legisladores.

O documento foi encaminhado ao prefeito, Mário Pardini, e pede para que o chefe do Executivo analise a possibilidade de implantar o Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU Verde em Botucatu, estimulando, desse modo, práticas sustentáveis ou que promovam ações benéficas ao meio ambiente. Essa já é a quarta vez em um período de dois anos, que Colino solicita a execução do citado programa.A ideia do IPTU Verde, é oferecer aos munícipes que se enquadrarem nas especificações, uma redução no valor cobrado habitualmente pelo IPTU, quando forem constatadas práticas sustentáveis ou que promovam ações comprovadamente benéficas ao meio ambiente.

Sua criação se deu pela necessidade de se oferecer uma maneira efetiva de incentivo a sustentabilidade. Hoje, tal prática já é comum em diversas cidades.

Para o vereador, a implantação do projeto traria grandes benefícios ao município. “A Botucatu e, principalmente, a sua população, que seria beneficiada com esse desconto e mais importante, nosso meio ambiente e nós mesmos, que fazemos parte do meio ambiente e a cada chuva forte temos preocupações cada vez maiores com as enchentes por termos pisos nos quintais e calçadas que não são drenantes, que absorvem a água, jogando tudo para a rua e transbordando nossos rios urbanos. Quem tem esses pisos drenantes, áreas verdes, cisternas e reaproveita a água de chuva, deveria ser beneficiado com o IPTU Verde”, comenta.

Com Assessoria

Scroll Up