Imagens mostram rastro de destruição causado por temporal em Pirassununga

Imagens aéreas feitas por drones mostraram o rastro de destruição causado pele temporal que atingiu Pirassununga (SP), no sábado (9). Apesar dos estragos, ninguém ficou ferido ou desabrigado.

Imóveis destelhados e árvores caídas podem ser vistos em todas as regiões da cidade. A Defesa Civil faz o levantamento dos estragos e a prefeitura decidiu nesta segunda (11) decretar estado de emergência.

A chuva começou no final da tarde e em menos de 40 minutos foram 42 milímetros. Os ventos passaram dos 80 quilômetros por hora. Segundo a Defesa Civil, pelo menos 500 árvores de pequeno, médio e grande porte caíram.

Entre os registros feitos por moradores, um dos que mais impressionam foi a quantidade de gelo que caiu na Rodovia Anhanguera.

Estragos e granizo após temporal em Pirassununga — Foto: Redes Sociais
Estragos e granizo após temporal em Pirassununga (Foto: Redes Sociais)

O comércio abriu nesta segunda (11), mas no Centro da cidade nenhum semáforo está funcionando. Como o terminal urbano ficou destruído, foi preciso esperar pelo ônibus na rodoviária.

A Santa Casa teve estragos no telhado e alguns serviços precisaram ser suspensos. A cidade teve que suspender as campanhas de vacinação devido aos estragos causados pelo temporal na Vigilância Epidemiológica, onde as vacinas são armazenadas, e nas unidades de saúde.

Doses que ficavam nas UBS’s tiveram alteração de temperatura por conta da falta de energia e passarão por análise.

Estragos causados pelo temporal em Pirassununga — Foto: Guarda Municipal/Divulgação
Estragos causados pelo temporal em Pirassununga (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)

Microexplosão

O fenômeno que atingiu Pirassununga foi classificado como uma ‘microexplosão’, segundo Carine Gama, meteorologista do ClimaTempo.

Segundo Carine, linhas de instabilidades provocaram rajadas de fortes de ventos, causando uma chuva expressiva e com muitas descargas elétricas.

“O fenômeno que aconteceu, e que provocou todos as destruições, é conhecido como microexplosão. Isso acontece quando uma nuvem cumulonimbus, tem uma corrente de ar descendente muito intensa e, na hora que esses ventos atingem o solo, eles se espalham horizontalmente”, disse.

O fenômeno é parecido com um tornado, que é uma forte corrente de ar que desce das nuvem em espiral. Na microexplosão, a corrente de ar despenca em linha reta, como um “corredor de vento”, sem apresentar espiralidade, sobre uma determinada área.

Moradores e comerciantes contabilizam prejuízos do temporal em Pirassununga

Estragos causados pelo temporal em Pirassununga — Foto: Guarda Municipal/Divulgação
Estragos causados pelo temporal em Pirassununga (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)
Estragos causados pelo temporal em Pirassununga — Foto: Guarda Municipal/Divulgação
Estragos causados pelo temporal em Pirassununga (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)
Estragos causados pelo temporal em Pirassununga — Foto: Guarda Municipal/Divulgação
Estragos causados pelo temporal em Pirassununga (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)
Temporal causa estragos em Pirassununga — Foto: Ely Venâncio/EPTV
Temporal causa estragos em Pirassununga (Foto: Ely Venâncio/EPTV)
Temporal causa estragos em Pirassununga — Foto: Ely Venâncio/EPTV
Temporal causa estragos em Pirassununga (Foto: Ely Venâncio/EPTV)
Temporal em Pirassununga provocou queda de árvore em cima de um carro  — Foto: Defesa Civil de Pirassununga
Temporal em Pirassununga provocou queda de árvore em cima de um carro (Foto: Defesa Civil de Pirassununga
Loja no centro de Pirassununga atingida pelo temporal de sábado (9). — Foto: Redes sociais
Loja no centro de Pirassununga atingida pelo temporal. (Foto: Redes sociais)
Chuva com granizo em Pirassununga causou estragos  — Foto: Redes sociais
Chuva com granizo em Pirassununga causou estragos (Foto: Redes sociais)

Fonte: G1

Scroll Up