Hospital das Clínicas de Botucatu lança programa interno para rastrear e isolar casos de Covid-19

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu (SP) lançou nesta sexta-feira (14) um programa interno para controle de casos de Covid-19 no ambiente do complexo médico localizado no distrito de Rubião Júnior.

O objetivo da iniciativa é aumentar a segurança de pacientes e servidores que estão dentro do complexo do HC, permitindo a rápida identificação e isolamento dos possíveis infectados com o coronavírus para que o impacto da pandemia seja reduzido ao máximo, pelo menos no âmbito hospitalar.

Segundo o HC, este modelo de prevenção é baseado em estudos científicos que priorizam dois pilares considerados essenciais no controle da pandemia: a declaração de sintomas para Covid-19 e o rastreamento para detecção de possíveis infectados em assintomáticos.

A declaração de sintomas foi elaborada a partir do protocolo de testagem da Secretaria de Estado da Saúde e é composta por um questionário no qual o servidor se declara sintomático ou assintomático ao iniciar sua jornada de trabalho todos os dias.

Os resultados são avaliados por médicos do HC que identificarão os possíveis infectados, que serão encaminhados para avaliação especializada.

Pessoas que frequentam o complexo e que estejam suspeita de sintomas, passarão por coleta de swab para teste PCR-RT — Foto: Eliete Soares/Viva Filmes/Divulgação
Pessoas que frequentam o complexo e que estejam suspeita de sintomas, passarão por coleta de swab para teste PCR-RT (Fotos: Eliete Soares/Viva Filmes/Divulgação)

A participação dos servidores é voluntária e a periodicidade será quinzenal para áreas Covid e mensal para áreas não-Covid e administrativas. Essa periodicidade será reduzida para semanal e quinzenal, respectivamente, após cinco semanas do início do programa.

Já o rastreamento será feito em amostras de saliva de até 15 pessoas. Esse conjunto de amostras unificadas será processado pelo Laboratório de Biologia Molecular do HC, através do exame PCR-RT, e um resultado negativo indicará que nenhum dos indivíduos desse conjunto estava contaminado.

Se a análise apontar um resultado positivo, significa que pelo menos uma das pessoas pode estar infectada. Neste caso, as 15 amostras de saliva serão reprocessadas individualmente para que a pessoa possivelmente contaminada seja identificada, avaliada e realizada a coleta do swab por PCR-RT, que é o método diagnóstico da doença.

Participação dos servidores no processo de declaração de sintomas é voluntária: objetivo é a segurança de todos dentro do HC — Foto: Eliete Soares/Viva Filmes/Divulgação
Participação dos servidores no processo de declaração de sintomas é voluntária: objetivo é a segurança de todos dentro do HC (Foto: Eliete Soares/Viva Filmes/Divulgação)

Pacientes com cirurgias eletivas agendadas no HC serão testados previamente em amostras colhidas antes ou durante a internação. Os resultados serão enviados ao município, que tomará as condutas de praxe em casos de resultados positivos. Após o resultado, o HC ligará para os pacientes confirmando ou cancelando a cirurgia.

Já os pacientes que chegam ao HC pelas unidades não-eletivas, como pronto-socorro ou maternidade, entre outras, bem como acompanhantes, já estão sendo rastreados para Covid-19 pela coleta de saliva. Casos positivos são imediatamente isolados e é feita a coleta de swab para diagnóstico.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes