Homem morre soterrado por açúcar em silo

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um homem de 49 anos morreu soterrado por uma grande quantidade de açúcar em um silo, na manhã desta segunda-feira (7), em Palmital (SP). Alcindo Donisete Benedito era funcionário da Ceagesp e trabalhava no silo para quebrar o açúcar.

De acordo com o funcionário Luis Carlos Silva, Alcindo estava cortando o açúcar, quando, por motivos desconhecidos, teria escorregado. “Eu vi quando o açúcar caiu em cima dele. Meu companheiro gritou para sairmos porque o açúcar estava vindo. Tentamos fazer com que Alcindo saísse do local, mas não conseguimos e ele foi soterrado.”

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e, após três horas, o corpo de Alcindo foi retirado do local. “Descemos com rapel para tirar o corpo, colocamos uma corda e tivemos que ir puxando e tirando o açúcar”, afirma o soldado do Corpo de Bombeiros Luiz Guilherme Gomes.

Familiares da vítima foram informados do acidente e acompanharam a retirada do corpo. “A minha avó está muito abalada, pois fazia pouco tempo que ela tinha perdido um filho. Que tristeza”, conta o sobrinho da vítima, Claudio Benedito.

‘Fatalidade’

Para os responsáveis da unidade, o acidente foi uma fatalidade. “Foi uma calamidade. Eles estavam cortando o açúcar e, infelizmente, o açúcar o soterrou”, afirma Luiz Fernando Coco, encarregado.

O gerente da empresa também lamenta o acidente. “A Ceagesp lamenta muito e vai tomar todas as providências para dar o amparo necessário para a família”, diz. O caso foi registrado na delegacia da cidade e as causas da morte serão investigadas pela polícia.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes