Homem mata mulher no interior de São Paulo, foge com filhos e confessa crime à irmã

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Polícia de Birigui, no interior de São Paulo, localizou na manhã desta sexta-feira, 18, o corpo da dona de casa Juliana Amores, de 26 anos, que foi morta pelo marido possivelmente na quarta-feira, 16. Juliana foi estrangulada pelo sapateiro Everson Tiago Farrelli, de 31 anos, que, após o crime, fugiu com os dois filhos, de 5 e 9 anos. Na manhã desta sexta, Farrelli ligou para uma irmã contando que havia matado a mulher e estava “longe de casa”.

“Ele disse para a irmã que tinha feito ‘uma besteira’, que tinha perdido a cabeça durante uma discussão e matado a companheira”, contou a delegada titular da Mulher de Birigui, Maria Salete Tondutto. Segundo ela, o corpo foi encontrado após a irmã do suspeito acionar a polícia e os bombeiros. “Ainda precisamos do laudo de necropsia, que está sendo feito, para sabermos quando realmente o crime foi cometido”, disse. A suposição da data do crime é porque, segundo a delegada, as crianças frequentaram as aulas escolares na manhã e tarde de quarta-feira. “Ele (Farrelli) certamente praticou o crime na noite de quarta ou madrugada de quinta e logo fugiu com as crianças”, afirmou.

A delegada pediu a prisão temporária de Farrelli, que não tinha sido analisada pela Justiça até esta tarde. Segundo ela, o casal já tinha se separado depois de uma passagem na polícia por briga, em novembro de 2014. Farrelli chegou a ser condenado a cumprir medida socioprotetiva. No entanto, em janeiro de 2015 o casal reatou o relacionamento e o inquérito foi arquivado. Agora, outro inquérito, pela morte de Juliana, foi aberto. A polícia não tem pistas do paradeiro de Farrelli, que fugiu com o carro da família.

Fonte: Estadão

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes