16 de julho, 2024

Últimas:

Homem é preso por manter idosa e familiares sob condição análoga à escravidão no interior de SP

Anúncios

Um homem de 69 anos foi preso pela polícia Civil em Piratininga (SP) por suspeita de manter uma família em condição análoga à escravidão. Segundo a polícia, a investigação sobre o caso durou cinco meses, e concluiu que além de não receberem salário, as vítimas viviam em condições degradantes.

Família era mantida em situação análoga à escravidão em Piratininga  — Foto: Polícia Civil/ Divulgação
Família era mantida em situação análoga à escravidão em Piratininga (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Ao todo quatro pessoas da família, sendo uma adolescente, dois jovens e uma idosa eram mantidas na propriedade rural, onde eram obrigadas a trabalhar sem receber salários. Além disso, na casa não havia banheiro e a idosa, que tem problemas de saúde, era obrigada a tomar banho na sala com ajuda de um balde.

Anúncios

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Dinair José da Silva, o caso era investigado há 5 meses e o homem teve a prisão preventiva decretada pela Justiça na última terça-feira (11). Além de manter a família em situação análoga à escravidão, ele também é investigado por agredir e ameaçar as vítimas.

Família trabalhava na propriedade rural sem receber salário em Piratininga  — Foto: Polícia Civil/ Divulgação
Família trabalhava na propriedade rural sem receber salário em Piratininga (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

A propriedade onde a família vivia em condições precárias, inclusive sem alimento, fica em um assentamento no distrito de Brasília Paulista, às margens da Rodovia João Batista Cabral Rennó.

Anúncios

Ainda de acordo com o delegado, o homem teria levado a família para trabalhar de graça para ele para cobrir supostos prejuízos causados por um furto no ferro-velho de propriedade do suspeito. Ele acusava uma das vítimas de ser a responsável pelo furto,

O homem de 69 anos foi levado para cadeia de Avaí e o caso segue sendo investigado pela Polícia Civil. As vítimas foram encaminhadas para um abrigo.

Mulher era obrigada a tomar banho na sal, onde todos dormiam também  — Foto: Polícia Civil/ Divulgação
Mulher era obrigada a tomar banho na sal, onde todos dormiam também (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Evento será realizado no Skatepark Sport Clube Corinthians Paulista e terá a participação de 35 paraskaters ...

Categorias