Hamilton se diz renovado, mas cobra comissários imparciais na F1 em 2022

Lewis Hamilton está oficialmente de volta à Fórmula 1 após o polêmico desfecho da temporada 2021. Quinto mais rápido nesta quarta-feira de testes da pré-temporada 2022 no Circuito da Catalunha, o britânico não escondeu a ansiedade pelo que espera ser um ano emocionante com o novo regulamento técnico, mas também cobrou por mais imparcialidade nas decisões durante as corridas.

– Precisamos garantir que teremos comissários imparciais. Alguns pilotos são muito amigos de certos indivíduos, viajam com eles, e tendem a fazer com que gostem mais deles. Penso que precisamos de pessoas cuja opinião não seja tendenciosa e que sejam super centralizadas quando se trata de tomar decisões – defendeu.

Lewis Hamilton, da Mercedes, durante coletiva na pré-temporada da F1 2022 em Barcelona (Foto: Dan Istitene/Formula 1/Formula 1)

Recentemente, a Federação Internacional do Automobilismo (FIA) anunciou a saída do então diretor de provas Michael Masi do cargo, como consequência do não-cumprimento do regulamento no GP de Abu Dhabi de 2021, etapa de encerramento da temporada.

A substituição do australiano sucedeu a investigação aberta pela entidade sobre a prova, que coroou Max Verstappen como campeão mundial após uma intensa batalha com Hamilton pelo título ao longo do ano.

Antes de assumir o volante do W13, carro da Mercedes, Hamilton “visitou” os boxes das equipes rivais e ainda participou de uma coletiva com Daniel Ricciardo (McLaren), Sergio Pérez (RBR), Guanyu Zhou (Alfa Romeo) e Nicholas Latifi (Williams), na qual falou sobre suas expectativas para 2022.

Lewis Hamilton “investiga” boxes das equipes rivais no primeiro dia da pré-temporada da F1 2022, em Barcelona (Foto: Reprodução)

O heptacampeão andou menos que outros pilotos na tarde desta quarta-feira, no primeiro dia de testes em Barcelona na Espanha. Com um total de 50 voltas, ele ficou atrás do novo colega de equipe, George Russell, quarto colocado na cronometragem total.

– Me sinto mais renovado que nunca. Há várias formas de retomar o foco e se concentrar, mas eu diria que essas férias foram as melhores que já tive. Chegando aqui essa manhã e vendo todos os carros tão diferentes, vejo que essa será uma das temporadas mais emocionantes e interessantes na qual já embarquei. Será curioso ver de onde cada um vai sair e chegar na primeira corrida – disse.

Seu rival Verstappen, piloto com maior quilometragem no primeiro dia de testes após 150 voltas, fez o nono melhor tempo na sessão que teve Lando Norris, da McLaren, e a dupla da Ferrari Charles Leclerc e Carlos Sainz em destaque.

Lewis Hamilton pilota W13, carro da Mercedes, na pré-temporada da F1 2022 em Barcelona (Foto: Reprodução)

Chefe de Hamilton na Mercedes, Toto Wolff reforçou o posicionamento de seu piloto acerca dos comissários escolhidos para julgar as decisões em cada corrida após a polêmica enfrentada pela F1 na prova em Yas Marina:

– Precisamos de profissionalismo na sala dos comissários. Não acho, pra ser honesto, que haja um favorecimento consciente. Mas é importante que, quando falamos sobre a direção de prova ou os comissários, haja um parâmetro. É o que merecemos e o que todos esperam. Já falamos sobre consistência, não deve haver muito espaço para interpretar regras ou leniência dependendo de um potencial acontecimento. Regras são regras.

Presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem garantiu que o desfecho do GP de Abu Dhabi está sendo abordado em todos os âmbitos e que a intenção da entidade é de “fornecer clareza aos competidores, a mídia e os fãs sobre os regulamentos atuais para preservar a natureza competitiva” da F1.

Fonte: G1