Hamilton decreta “não preciso ser amigo de Rosberg”

Alvo de diversas especulações sobre uma forte rivalidade, a dupla de pilotos da Mercedes, Lewis Hamilton e Nico Rosberg, realmente não vive bons termos. O britânico tricampeão do mundo deixou claro ao portal Autosport, que os dois não são amigos, e não serão até que continuem competindo na Fórmula 1.

“Éramos amigos quando crianças, e era isso. Não é como se fôssemos amigos próximos recentemente, porque não somos. A mídia geralmente tenta aumentar nossa relação como se fosse uma amizade, maior do que é, mas Nico tem seu grupo de amigos, eu tenho o meu. Não jantamos juntos, não queremos ir à festas juntos, não queremos sair”, disparou o britânico em entrevista ao portal.

A antiga relação que existia entre os pilotos, que disputavam competições de kart quando crianças, hoje foi substituída pela competitividade e briga por títulos da elite da Fórmula 1.

“Somos competidores e ultimamente ele quer me derrubar e eu quero derrubá-lo”, declarou. “Tenho certeza que quando nos aposentarmos, vamos sentar e rir de tudo isso e de toda essa competitividade. Nossos filhos brincarão juntos, mas agora não estamos nisso, e não há necessidade de estarmos”, completou Hamilton.

Entretanto, o britânico reconhece que precisa deixar parte da competitividade de lado em prol da equipe que ambos defendem, afinal é um trabalho conjunto.

“Somos companheiros de equipe na Fórmula 1, com a prioridade de vencer o Mundial de Construtores, e trabalhamos coletivamente. Quando Nico vence uma corrida, eu preciso apoiá-lo e vice-versa, e o que fazemos juntos é inspirar e motivar o pessoal. Este é nosso motivo”, finalizou.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up