Grupo é preso e confessa ter matado jovem que desapareceu no interior de SP; corpo não foi encontrado

A Polícia Civil prendeu um grupo que confessou ter matado William Barbosa Cavalheiro, o jovem de 21 anos que está desaparecido há mais de três meses em São Miguel Arcanjo (SP).

Na manhã desta quarta-feira (2), equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) cumpriram três mandados de prisão preventiva e dois de apreensão. Até o momento, seis pessoas foram presas e três adolescentes foram detidas durante as investigações. Três suspeitos continuam foragidos.

William desapareceu no dia 29 de outubro do ano passado e o carro dele foi encontrado dias depois abandonado em uma plantação de eucalipto na cidade. Desde então, a família e a Polícia Civil têm feito buscas para encontrar o jovem.

O delegado responsável pelo caso, Agnaldo Nogueira Ramos, contou ao g1 que o grupo confessou o assassinato de William e alegou que a vítima teria cometido dois estupros. Diante das acusações, os envolvidos em uma facção criminosa armaram uma emboscada e o jovem foi condenado à morte pelo “tribunal do crime”.

De acordo com o delegado, a ex-namorada de William, de 15 anos, atraiu o jovem para uma região de mata. No local, os criminosos o sequestraram e o levaram até o bairro Abaitinga, onde foi mantido em cativeiro e depois assassinado. Apesar de confessar o crime, o grupo se recusou a indicar o local onde o corpo foi deixado.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos foram presos pelos crimes de homicídio qualificado, associação criminosa e ocultação de cadáver. A DIG informou também que vai continuar investigando o caso para localizar o corpo da vítima e prender os suspeitos que continuam foragidos.

William Barbosa Cavalheiro, de 21 anos, está desaparecido há mais de três meses em São Miguel Arcanjo (Foto: Arquivo pessoal)

Desaparecimento

William Barbosa Cavalheiro está desaparecido desde o dia 29 de outubro, quando foi até a casa de um amigo para comprar bebidas.

O amigo contou que o jovem pediu os produtos, pagou, mas disse que tinha um compromisso e depois voltava para buscá-los. Apesar disso, William não foi mais visto.

Parentes do William explicaram que souberam do desaparecimento do jovem no dia 31 de outubro, quando o patrão dele ligou para a família perguntando pelo rapaz. A família contou que ele morava no local onde trabalhava como carregador de verduras.

Carro de jovem desaparecido foi encontrado em plantação de eucalipto em São Miguel Arcanjo — Foto: Arquivo pessoal
Carro de jovem desaparecido foi encontrado em plantação de eucalipto em São Miguel Arcanjo (Foto: Arquivo pessoal)

A partir disso, a família registrou um boletim de ocorrência por desaparecimento e começou a fazer buscas. O carro dele foi encontrado no dia 2 de novembro, abandonado em uma plantação de eucaliptos a 12 quilômetros da casa do rapaz, com acesso de terra.

Segundo a família, dentro do veículo, foram encontradas roupas do rapaz e uma calça feminina. Os parentes também disseram que o carro estava fechado, tinha uma marca de pé na porta e que, pelos rastros de pneus no chão, a família acredita que dois veículos entraram no local.

Fonte: G1