Defesa Civil monitora nível do Rio Jaú que voltou a transbordar nesta quarta-feira

A prefeitura de Jaú informou que o Rio Jaú transbordou novamente na altura do Centro da cidade, na rua Quintino Bocaiuva, em função das fortes chuvas que atingem as cidades do centro-oeste paulista desde o domingo (30).

No começo da tarde, a água invadiu um restaurante e os funcionários correram para retirar os móveis. A prefeitura já tinha emitido um alerta na manhã desta quarta-feira (2) para o risco do rio transbordar, já que monitora o nível da água diariamente, e a previsão se concretizou no início da tarde.

Com risco de novas enchentes, Defesa Civil monitora nível do Rio Jaú que voltou a transbordar nesta quarta-feira (Foto: TV TEM /Reprodução)

Segundo a prefeitura, há riscos nas cidades vizinhas também. De acordo com o alerta, em Dois Córregos (SP), a água da represa da cidade está a um metro acima do nível máximo.

Por conta dos riscos de enchentes e pontos de alagamento, a prefeitura do município alerta moradores para evitarem e se afastarem de áreas de risco.

Por conta dos riscos de enchentes e pontos de alagamento, a prefeitura de Jaú alerta moradores evitem áreas de risco — Foto: TV TEM /Reprodução
Por conta dos riscos de enchentes e pontos de alagamento, a prefeitura de Jaú alerta moradores evitem áreas de risco (Foto: TV TEM /Reprodução)

Além dos níveis do rio, a Defesa Civil monitora o nível da barragem Lambari, próximo ao distrito de Potunduva.

O órgão também informou que o alerta para as chuvas fortes é válido até este sábado (5), com previsão de precipitações que podem atingir 55 mm.

Ruas ficaram alagadas em Jaú durante a chuva deste fim de semana  — Foto: Cassiano Rolim / TV TEM
Ruas ficaram alagadas em Jaú durante a chuva deste fim de semana (Foto: Cassiano Rolim / TV TEM)

Por conta dessa forte chuva que não cessa, as buscas por Nivaldo Santos, de 44 anos, que desapareceu no último sábado (29) foram interrompidas na manhã desta quarta-feira. Segundo os bombeiros, ele foi visto pela última vez pescando próximo ao rio Jaú.

Morte, estragos da chuva e assistência às famílias

Casa foi invadida pela enxurrada e morador morreu afogado em Jaú  — Foto: Marcelo Risso / TV TEM
Casa foi invadida pela enxurrada e morador morreu afogado em Jaú (Foto: Marcelo Risso / TV TEM)

Um morador morreu afogado depois de ter tido a casa invadida pela enxurrada durante a chuva de domingo (31) em Jaú.

Edson Aparecido Saes era catador de recicláveis e morava com o filho, de 31 anos, na casa que fica na Vila São Paulo em uma área de risco para inundações. O corpo dele foi encontrado nesta manhã na rua onde ele morava.

Conforme balanço da prefeitura, mais de mil pessoas foram afetadas pelas chuvas que atingiram Jaú no domingo. A Defesa Civil vistoriou 228 imóveis nas áreas mais atingidas na cidade e também os prédios públicos e não foi identificado risco de desmoronamento. Segundo a Secretaria de Assistência Social, 500 famílias foram atingidas e estão desalojadas.

Equipes da Secretaria de Saúde também estão realizando visitas às famílias atingidas. A secretária da pasta, Ana Paula Rodrigues, acompanha servidores das Vigilâncias Epidemiológica e Sanitária e equipes de enfermagem no atendimento a essas famílias.

Ginásio vira centro de solidariedade para as vítimas das enchentes em Jaú — Foto: Cassiano Rolim/TV TEM
Ginásio vira centro de solidariedade para as vítimas das enchentes em Jaú (Foto: Cassiano Rolim/TV TEM)

Os servidores estão realizando a entrega de medicamentos para pacientes que fazem uso de remédios diariamente e perderam os insumos com o alagamento.

Além disso, está sendo realizada a orientação sobre como higienizar bens e espaços para evitar o risco de doenças. A Secretaria também disponibiliza atendimento psicológico para os pacientes que necessitarem.

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social instalou um centro de atendimento técnico às vítimas da enchente no Ginásio de Esportes Luiz Liarte, localizado à Rua Dom Pedro I, na Vila Netinho.

Ginásio vira centro de solidariedade para as vítimas das enchentes em Jaú — Foto: Cassiano Rolim/TV TEM
Ginásio vira centro de solidariedade para as vítimas das enchentes em Jaú (Foto: Cassiano Rolim/TV TEM)

Famílias que tiveram móveis atingidos pela água, que sofreram danos materiais ou que tiveram problemas causados pelas águas, devem procurar a equipe da Secretaria no Ginásio para realização de cadastro.

Além disso, a prefeitura criou um comitê de crise para ajudar as famílias afetadas e estabeleceu pontos para receber doações. Diversos prédios públicos estarão recebendo doações de alimentos, roupas, itens de higiene pessoal, colchões, cobertores, fraldas e água mineral para auxiliar as vítimas das enchentes.

Em razão das fortes chuvas, a unidade da Defensoria Pública de SP no município fará, durante esta semana, das 8h às 16h, atendimento jurídico especializado às vítimas dos temporais. A Defensoria em Jaú fica na rua Bento Manoel, 282.

A Defensoria orienta as pessoas que forem à unidade em busca de atendimento que, se possível, levem documento de identificação pessoal e comprovantes de endereço e de renda.

Enxurrada chegou na altura das janelas dos imóveis em Jaú  — Foto: Paulo César Grange/ Jaú Mais
Enxurrada chegou na altura das janelas dos imóveis em Jaú (Foto: Paulo César Grange/ Jaú Mais)

Fonte: G1