Governo da Venezuela decide envolver enviado preso em negociações com oposição

O governo venezuelano decidiu incluir em sua delegação para negociações com a oposição o enviado especial Alex Saab, que atualmente está preso, uma medida que ameaça aumentar as tensões no país.

O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Jorge Rodríguez, disse nesta terça-feira que o governo irá envolver Saab, que está preso em Cabo Verde, como membro de sua delegação no processo de negociação que acontece no México.

Saab, um empresário colombiano, foi preso no ano passado no arquipélago africano com um mandato internacional de prisão de 2019 expedido pelos Estados Unidos por conta de acusações de lavagem de dinheiro.

Uma decisão da Justiça cabo-verdiana na semana passada abriu caminho para a extradição de Saab para os Estados Unidos. Rodríguez não especificou como, ou mesmo se Saab irá conseguir viajar para o México para participar das negociações.

Rodríguez é o principal representante do governo socialista do presidente Nicolás Maduro nas conversas com representantes do líder de oposição Juan Guaidó mediadas pela Noruega com o objetivo de resolver a longa crise política do país.

A proposta pode enfurecer a oposição, que há muito tempo acusa o governo Maduro de negociar de má fé e de utilizar as negociações formais como oportunidades para ganhar tempo enquanto enfrentam pressão política.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up