24 de julho, 2024

Últimas:

França adverte contra ‘narcoturismo’ após encontrar toneladas de cocaína em praias

Anúncios

As pessoas que buscarem pacotes de cocaína no litoral norte da França, onde já foram encontradas mais de 2 toneladas desde o último domingo, enfrentam riscos judiciais e de saúde, advertiram as autoridades nesta sexta-feira (3).

Há vários dias, surgiram na região pessoas que aparentemente estão buscando parte de um carregamento de drogas, suscitando medo e suspeitas na população.

Anúncios

“Vemos pessoas encapuzadas passeando. A gente fica com um pouco de medo”, afirmou Odile Lezevielle, uma moradora de 66 anos.

Três pessoas vestidas de preto e encapuzadas caminhavam nesta sexta-feira pela praia quase vazia de Néville-Sur-Mer (Canal da Mancha), apesar do vento frio, constatou um jornalista da AFP.

Anúncios

“No geral, as pessoas vêm pescar, mas não isso [cocaína]”, brincou Jacques Hébert, de 75 anos, morador da localidade vizinha de Réville.

A Justiça alertou para os riscos deste “narcoturismo”: “Estar em posse de um desses sacos e transportá-lo é um crime passível de dez anos de prisão”, advertiu o promotor Philippe Astruc.

“Atualmente, desconheço o grau de pureza dessa cocaína. Mas sabemos por experiência que, quando chega à Europa, a cocaína tem um grau de pureza de 80% a 90%, o que significa que seu uso no estado em que se apresenta é mortal”, acrescentou.

O juiz lembrou que, durante uma “maré branca” anterior, que espalhou um carregamento de cocaína ao longo de centenas de quilômetros do litoral atlântico francês, um homem morreu após consumir a droga encontrada em uma praia.

A origem da cocaína encontrada entre domingo e quarta-feira nas praias da Normandia ainda é desconhecida e a investigação tenta determinar se toda a droga procede de um mesmo carregamento.

As autoridades recolheram um total de 2,038 toneladas do entorpecente (804 kg no domingo e 1.234 kg na quarta-feira) e multiplicaram as patrulhas e os voos de helicóptero para tentar avistar outros pacotes.

A descoberta e sua divulgação “estão trazendo pessoas”, considerou o morador de Réville, para quem a presença das forças da ordem era tranquilizadora: “Os gendarmes estão lá, vendo as pessoas encapuzadas.”

Este caso representa um pouco mais de 7% das apreensões de cocaína feitas em 2022 na França. Segundo o último balanço oficial, 27,7 toneladas da droga foram interceptadas, 5% a mais que em 2021.

O transporte marítimo é a principal porta de entrada para a droga na França, com 75,4% das quantidades apreendidas no ano passado.

Fonte: Yahoo!

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Luzia Tancler Salgueiro – 101 anos Sepultamento Cemitério Portal das Cruzes 24/07/24 às 10h Velório Complexo Anúncios Ezequiel Martins...

Categorias