Falta de uso de cinto de segurança ainda é registrada nas rodovias. Obrigatoriedade completará 24 anos

Prestes a completar 24 anos de obrigatoriedade, o uso do cinto de segurança parece ainda não ter se tornado um hábito para todos. Entre os dias 02 e 08 de agosto, a concessionária Arteris ViaPaulista realizou uma pesquisa do uso de cinto de segurança em veículos (caminhões e automóveis) que passavam pelas 11 praças de pedágio do trecho administrado. Das 6904 amostras, 12% do total de motoristas de caminhões e automóveis não utilizavam o cinto, além de 13% dos passageiros dos bancos dianteiros e 39% do banco traseiro.

A Lei 9.503 do Código Brasileiro de Trânsito torna obrigatório o uso do cinto tanto para condutor, quanto para passageiros em todo o território nacional. Não utilizar é considerado infração grave com penalidade em multa e perda de cinco pontos na CNH.

Analisando os dados a partir das rodovias, a SP-334 é a com maior porcentagem de falta de uso de cinto nas três posições do veículo quando se refere a automóveis. Foi identificado que 62% dos usuários no banco traseiro, 11% de passageiros no banco dianteiro e 8% dos motoristas não utilizavam o cinto ao trafegar pela Rodovia Cândido Portinari.

No caso de caminhoneiros, 46% dos passageiros sentados ao lado do condutor e 26% dos motoristas na SP-318 estavam sem cinto na SP-318, Rodovia Engenheiro Thales de Lorena Peixoto Júnior.

“Estudos já comprovaram que em caso de acidente o uso correto do dispositivo evita lesões graves. Sua utilização é obrigatória para todos os ocupantes do veículo. É importante que os usuários reflitam que o uso do cinto de segurança salva vidas”, ressalta o gerente de Operações, Marcos Carneiro.

A pesquisa foi realizada por um colaborador dedicado em praça de pedágio e de forma visual em três períodos (manhã, tarde e noite). A iniciativa atende uma demanda anual da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP), que no primeiro semestre esteve suspensa devido a pandemia do coronavírus.

Fique atento!

– Antes de sair de casa, verifique as condições do veículo e confira o funcionamento das lanternas e faróis;

– Ao entrar no veículo, ajeite o banco e ajuste espelhos e retrovisor;

– Antes de dar a partida, coloque o cinto e confirme que todos os demais ocupantes também estão usando.

Sobre a Arteris ViaPaulista – Concessionária responsável pela gestão de 720 quilômetros do lote Rodovias dos Calçados, conectando pessoas e dinamizando o transporte de cargas entre as regiões nordeste e sudoeste do Estado de São Paulo, importante polo agrícola e industrial, composto por 35 municípios. Desde o início da concessão, em 2017, a Arteris ViaPaulista investiu mais de R$ 928,5 milhões em obras que proporcionaram mais segurança aos motoristas e desenvolvimento regional. A concessionária preza pela qualidade na prestação de serviços e possui uma grande infraestrutura à disposição de quem trafega pelas suas rodovias, composta por 177 câmeras de monitoramento, 17 bases de atendimento ao usuário, 19 guinchos, 15 viaturas de inspeção, 21 veículos de resgate, sendo duas com estrutura de UTI móvel, entre outros. Faz parte do Programa de Concessões do Estado de São Paulo e é uma das concessionárias da Arteris, empresa especializada em gestão de rodovias, com 3.200 quilômetros de vias em cinco Estados. Saiba mais: https://www.arteris.com.br/rodovias/viapaulista/ e https://twitter.com/Arteris_VP

Sobre a Arteris – A Arteris S.A. é uma das principais companhias do setor de concessões de rodovias do Brasil, com cerca de 3.200 km em operação. Por meio de suas sete concessionárias, a Arteris administra rodovias localizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná, importante eixo econômico e industrial do País. A companhia é responsável pela operação de cinco concessionárias federais: Fernão Dias, Régis Bittencourt, Litoral Sul, Planalto Sul e Fluminense. Também detém as concessionárias estaduais Intervias e ViaPaulista, que atuam no interior de São Paulo. A Arteris é controlada pela espanhola Abertis e pela canadense Brookfield e mantém programas permanentes de conscientização. A empresa recebeu o Prêmio DENATRAN de Educação no Trânsito, com o Projeto Escola Arteris, programa com foco na humanização do trânsito por meio da cidadania, ética e convívio social. Saiba mais: www.arteris.com.br

Scroll Up