Ex-atletas protestam em frente à CBF e pedem renúncia imediata de Del Nero

Ex-jogadores, torcedores e pessoas ligadas ao futebol cobraram, em frente à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), eleições na Confederação após os recentes escândalos de corrupção, pedem a renúncia imediata de Marco Polo Del Nero e também uma maior cooperação entre Polícia Federal, Ministério Público e Receita Federal para investigar Ricardo Teixeira, José Maria Marin e o atual mandatário licencidado da CBF.

Um manifesto foi lido por Raí. Nele assinam personalidades esportivas, como Tite e Fernando Prass, ex-jogadores, como Zico, e artistas e empresários (Chico Buarque, Jô Soares, Abílio Diniz, entre outros).

Após confirmarem presença, os primeiros a chegarem ao local foram os ex-jogadores Raí, Djalminha e Alex, além do treinador Paulo Autuori.

“O que queremos é transparência, exigimos mudanças, principalmente uma mudança de ideias. Para que tenhamos condições de novos ares”, afirmou Autuori.

De acordo com o ex-jogador Djalminha, as próximas ações dependerão do sucesso do manifesto feito nesta terça-feira. “O manifesto é para que tenha a mudança, para que tenha uma eleição mais democrática. A partir daí, vamos pensar nos próximos passos. O manifesto nada mais é do que o desejo de mudança desse monopólio que acontece na CBF”.

“Eu estou aberto a participar dessas ideias, dessas discussões para construir um futuro diferente. A gente está vendo o que está nos envergonhando, não só de resultado, mas no aspecto ético e moral. Um país que quer viver uma realidade democrática, não pode aceitar um sistema viciado. Esse é o passo mais importante”, afirmou o ex-jogador Raí, depois de ler o manifesto em frente à sede da CBF.

“Não tem um próximo passo específico. A luta vai continuar em todos os cantos. Vamos até o fim por mudanças. Não queremos brigar com A ou B, com um nome ou outro. Queremos brigar por um futebol melhor. É hora de quebrar esse esquema que está aí”, disse Alex, que ainda complementou.

“O trabalho do (juiz federal) Sergio Moro está limpando Brasília, estamos querendo trazer para uma realidade menor que é o futebol. Queremos um país melhor, um futebol também. Chega dessa impunidade.”

Apesar do protesto, a CBF ainda não se pronunciou sobre o caso. Segundo Walter Feldman, secretário-geral da confederação, a entidade ainda não foi procurada oficialmente e não há qualquer demanda por parte dos manifestantes. O executivo também destaca que, se os organizadores da manifestação procurarem a entidade, serão estudadas quais medidas poderão ser tomadas.

CBF promete avaliar reivindicações contra entidade

Após protesto realizado por ex-jogadores e torcedores em frente à CBF, o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, emitiu um comunicado oficial para explicar qual será a postura da entidade em relação aos atuais problemas.

De acordo com o executivo, a Confederação irá respeitar qualquer forma de manifestação “livre e democrática”, desde que “não invada a liberdade daqueles que estão sendo atingidos e acusados”.

“O Brasil lutou muito para que não houvesse mais a ditadura, houvesse manifestações livres e espontâneas, abertas. Vamos continuar no estado democrático de direito. Qualquer manifestação deve ser vista como um desejo de mudança, de transformação, de avanço, de aperfeiçoamento. Por anos, não há nenhum problema de receber uma manifestação”, declarou Feldman.

O executivo ainda explicou que as solicitações feitas pelos manifestantes ainda estão sendo analisadas por membros da CBF para entender as reclamações e ver a melhor forma de atuar em relação aos pontos levantados.

“As características, elementos, conteúdo do que aconteceu, só estamos tendo conhecimento agora, em uma leitura. Faremos uma leitura mais calma em um momento adequado para que possamos oferecer uma respostada como deve ser feito. O presidente interino (Marcus Vicente) me pediu que manifestasse essa posição, que é a posição de toda a diretoria atual da CBF”, explicou o executivo.

Ainda segundo Feldman, o diretor jurídico da CBF está avaliando como proceder após a eleição para vice-presidente da entidade ser suspensa pelo juiz Mario Cunha Olinto Filho.

“Até o momento não temos respostas. A assembleia está sob judice, esperamos que até o final da noite tenhamos uma resposta. Essa é uma posição que todos nós que lutamos pela democracia acreditamos. Deve haver em qualquer instituição uma alternância democrática. Na penúltima assembleia, houve uma posição quase totalitária a favor da mudança do estatuto. Hoje só é possível uma eleição e uma reeleição, para que seja assegurada uma alternância democrática”, ressaltou Feldman.

O secretário-geral da CBF ainda destacou que a entidade sempre esteve aberta ao diálogo, especialmente com o Bom Senso, salientando que “diversos convites foram feitos para que Raí fosse à CBF”, mas todos eles foram recusados, “perdendo uma grande oportunidade de dizer o que acha e o que poderia mudar”.

Por fim, Feldman ainda destacou que não se deve acusar o presidente licenciado da CBF, Marco Polo Del Nero, sem que antes seja comprovada a culpa do dirigente.

“Está na constituição a presunção da inocência. A gente lê, mas não tem clareza do que isso significa. Não há nem na investigação do FBI, nem da Fifa, que possa fazer algum julgamento prévio do presidente Marco Polo. Marco Polo, após superar esse episódio, voltará a sua função na CBF”, declarou o executivo, que ainda explicou que os principais clubes do país já escolheram Coronel Nunes para a vaga de vice-presidente aberta após a saída de Marin.

“12 clubes da Série A e outros 10 da B já assinaram apoio ao Coronel Nunes. Se quase da totalidade das federações, os clubes da série A e os da série B optam pelo presidente Nunes, é uma opção que eles têm o direito de fazer”, concluiu o executivo.

Confira o manifesto na íntegra:

“Brasil, dezembro de 2015

A Confederação Brasileira de Futebol vive a maior crise de sua história.

Seus últimos três presidentes são réus em investigação policial internacional por fraude na CBF e na Fifa. José Maria Marin está preso desde maio, Ricardo Teixeira e Marco Polo Del Nero estão indiciados pela Justiça dos EUA desde o dia 3 de dezembro.

Compreendemos que a sucessão determinada por um estatuto viciado, que foi arquitetado e aperfeiçoado para a manutenção do poder nas mãos dessa mesma linhagem, é ilegítima e imoral.

Exigimos a renúncia definitiva de Marco Polo Del Nero e sua diretoria, seguida da convocação de eleições livres e democráticas para o comando da CBF, sem a atual cláusula de barreira, mecanismo que impede a aparição de posições independentes ao sistema vigente, pois exige oito assinaturas de federações e mais cinco de clubes para candidaturas.

A crise de corrupção é a face mais vísivel de um profundo problema estrutural, que travou o desenvolvimento do futebol brasileiro em todas as suas dimensões.

Conclamamos a Procuradoria Geral da República, a Polícia Federal e a Receita Federal a não deixar impunes quem corrompeu ou quer continuar a corromper o futebol pentacampeão mundial.

Aos clubes e federações, pedimos que se paute e vote a alteração de pontos estatutários necessários para a democratização e desenvolvimento de nossa maior paixão, inexorável e sem volta.

De nossa parte, signatários deste manifesto, acreditamos que, caso as mudanças sejam iniciadas, os novos mandatários da CBF, juntamente com os muitos personagens capacitados e honrados da comunidade do futebol saberão criar as condições para a reconstrução da credibilidade, confiança e retomada do protagonismo esportivo do futebol brasileiro, de seus jogadores, da alegria do jogo e, principalmente, dos torcedores.”

Confira a lista dos signatários do manifesto:

Abílio Diniz – Empresário                     

Alberto Helena Jr. – Jornalista Esportivo                     

Alcides Scaglia – Doutor em Pedagogia do Esporte                     

Alex Souza – Ex-Jogador, Comentarista e Líder do Bom Senso FC                     

Amir Somoggi – Consultor de Marketing                      

Ana Lorena Marche – Pesquisadora do Futebol – Universidade do Futebol                     

Ana Moser – Ex-Atleta e Presidente da Atletas pelo Brasil                      

Anderson – Jogador de Futsal                     

André Kfouri – Jornalista Esportivo                     

André Veras – Ex-Atleta e Membro da Atletas pelo Brasil                     

Antero Greco – Jornalista Esportivo                     

Antônio Carlos Almeida Braga – Braguinha – Empresário                     

Antonio Prata – Escritor e Colunista                     

Bernardinho – Treinador de Vôlei e Membro da Atletas pelo Brasil                      

Bernardo Borges Buarque de Hollanda – Pesquisador e Sociólogo                     

Bob Fernandes – Jornalista                     

Bruninho – Jogador de Vôlei                     

Bruno Gagliasso – Ator                     

Carlinhos Neves – Preparador Físico                     

Carlos Alberto Vieira – Empresário                     

Carlos Bonow – Ator                     

Carlos Moreira Jr. – Diretor Executivo do Twitter                       

Carlos Roberto Jamil Cury – Pesquisador do CNPq                      

Celso Grellet – Executivo de Marketing                     

Chico Buarque – Compositor e Escritor                     

Claudio Manoel – Humorista                      

Claudio Weber Abramo – Ex-Diretor Executivo e atual Conselheiro Transparência Brasil                     

Dan Stulbach – Ator e Apresentador                     

Daniel Bortoleto – Jornalista                     

Daniela Castro – Diretora Executiva da Atletas pelo Brasil                     

Dida – Jogador e Líder do Bom Senso FC                      

Domingos Meirelles – Jornalista e Presidente da Associação Brasileira de Imprensa                     

Dorival Jr. -Treinador                     

Eduardo Conde Tega – CEO da Universidade do Futebol                     

Eduardo Tironi – Jornalista Esportivo                     

Enrico Ambrogini – Diretor Executivo Bom Senso FC                     

Falcão – Jogador de Futsal                     

Faustão – Apresentador                     

Fernando A Fleury – Professor e Consultor de Marketing Esportivo                      

Fernando Baptista – Diretor Jurídico Bom Senso FC                     

Fernando Calazans – Jornalista                     

Fernando Meligeni – Ex-Tenista e Apresentador                     

Fernando Prass – Jogador e Líder do Bom Senso FC                     

Gilberto Silva – Ex-Jogador e Líder do Bom Senso FC                      

Gregorio Duvivier – Humorista                      

Guilherme Gomes – Jornalista                     

Hélio de la Peña – Humorista                     

Helio Paulo Ferraz – Ex-Presidente do Flamengo                     

Heloísa Reis – Socióloga                      

Ivo Herzog – Diretor do Instituto Vladimir Herzog                     

Jô Soares – Apresentador, Escritor e Diretor                     

João Batista Freire – Doutor em Pedagogia do Esporte                      

João Carlos Assumpção – Jornalista Esportivo                     

João Palomino – Jornalista Esportivo                     

João Paulo Diniz – Empresário                     

João Paulo Medina – Presidente da Universidade do Futebol                      

José Luis Portella – Coordenador do Estatuto do Torcedor e Colunista Lance!                      

José Padilha – Cineasta                     

José Paulo Cavalcanti – Advogado                     

José Roberto Torero – Cineasta                     

José Trajano – Jornalista Esportivo                     

Juan – Jogador e Líder do Bom Senso FC                     

Juan Pablo Sorín – Ex-Jogador e Comentarista                     

Juca Kfouri – Jornalista                     

Julio Zaguini – Diretor do Google Brasil                      

Kelly Santos – Ex-Atleta e Membro da Atletas pelo Brasil                     

Larissa Galatti – Pesquisadora em Esporte                     

Leo Pasquali – Ex-Atleta e Membro da Atletas pelo Brasil                     

Leonardo Sakamoto – Jornalista

Lino Castellani – Doutor em Educação

Luciano Huck – Apresentador                     

Lucio Flávio – Jogador e Líder do Bom Senso FC                      

Luis Fernando Verissimo – Escritor                     

Luiz Antônio Almeida Braga – Empresário                      

Luiz Fernando Gomes – Editor chefe do Lance!                     

Magic Paula – Ex-Atleta e Membro da Atletas pelo Brasil                     

Marcelo Lomba – Jogador e Líder do Bom Senso FC                      

Marcelo Tas – Apresentador                     

Marcos Joaquim – Advogado                     

Mariliz Pereira Jorge – Colunista                     

Matinas Suzuki – Jornalista                     

Mauricio – Ex-Atleta e Membro da Atletas pelo Brasil                     

Mauro Beting – Jornalista Esportivo                      

Mauro Cezar Pereira – Jornalista Esportivo                  

Nelson Aerts – Ex-Atleta e Diretor da Atletas pelo Brasil                     

Oscar Magrini – Ator                     

Patricia Medrado – Ex-Atleta e Diretor da Atletas pelo Brasil                     

Paulo André – Jogador e Líder do Bom Senso FC                     

Paulo Autuori – Treinador                     

Paulo Calçade – Jornalista Esportivo                     

Pedro Daniel – Profissional de Gestão Esportiva                      

Pelé – Ex-jogador   

Priscila Ulbrich – Marketing e Comunicação                     

PVC – Jornalista Esportivo                     

Raí – Ex-Jogador e Diretor da Atletas pelo Brasil                     

Renê Simões – Treinador                     

Ricardo Berna – Jogador e Líder do Bom Senso FC                     

Ricardo Borges Martins – Diretor Executivo Bom Senso FC             

Ricardo Gomes – Treinador Botafogo       

Roberto Assaf – Jornalista                     

Roberto Braga – Pedagogo do Esporte – Universidade do Futebol                     

Roberto Volpato – Jogador e Líder do Bom Senso FC                     

Rodolfo Mohr – Diretor de Comunicação Bom Senso FC                     

Rodrigo Caetano – Executivo de Futebol           

Rogério Ceni – Ex-jogador        

Roque Junior – Treinador                     

Serginho (Escadinha) – Ex-Jogador de Vôlei                      

Silvio Meira – Pesquisador                     

Thiago Lacerda – Ator                     

Tiago Spliter – Jogador Basquete                     

Tite – Treinador                     

Toni Platão – Músico                     

Tostão – Colunista e Ex-Jogador                     

Ugo Giorgetti – Cineasta                     

Vagner Mancini – Treinador                     

Vinicius – Jogador de Futsal                      

Vladir Lemos – Jornalista Esportivo                     

Wagner Moura – Ator

Waldomiro Ferreira Neto – Editor de produção e Colunista do Lance!

Walter de Mattos Junior – Fundador e editor do Lance!

Walter Salles – Cineasta       

Washington Olivetto – Publicitário                     

Zé Mario – Presidente da FBTF                      

Zico – Ex-Jogador e Treinador                     

Zuza Homem de Mello – Musicólogo e Jornalista

Fonte: UOL

Scroll Up