EUA aprovam venda de mísseis avançados à Arábia Saudita

O Departamento de Estado americano anunciou nesta quinta-feira a aprovação da venda de mísseis de tecnologia avançada no valor de US$ 650 milhões à Arábia Saudita, para ajudar aquele país a se proteger de ataques com drones.

Riade irá comprar até 280 mísseis ar-ar de médio alcance AIM-120C e equipamentos relacionados.

Segundo um porta-voz do departamento, os árabes já usaram esse tipo de míssil para interceptar ataques de aviões não tripulados a partir do Iêmen, os quais ameaçavam as forças sauditas e americanas dentro do país. “Observamos um aumento dos ataques transfronteiriços contra a Arábia Saudita no último ano”, destacou.

Riade lidera a luta contra os rebeldes huthis no Iêmen, que são apoiados pelo Irã. Funcionários americanos afirmam que o Irã forneceu aviões não tripulados aos rebeldes.

A venda acontece no momento em que o governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, freia por cautela seu apoio aos sauditas, devido a preocupações com suas táticas severas em relação aos huthis e com violações dos direitos humanos.

O porta-voz do Departamento de Estado enfatizou que os mísseis não podem ser usados contra alvos terrestres. A venda dos mesmos “é totalmente coerente com a promessa do governo de liderar com diplomacia para encerrar o conflito no Iêmen, garantindo, ao mesmo tempo, que a Arábia Saudita tenha meios para se defender dos ataques aéreos dos huthis apoiados pelo Irã”, afirmou.

Yahoo!

Scroll Up