Estado de São Paulo registra 3.206 mortes por coronavírus e 39.928 casos confirmados

O estado de São Paulo chegou nesta quinta-feira (7) à marca de 3.206 mortes confirmadas pelo coronavírus e 2.075 novos casos da doença, segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde. O governador João Doria (PSDB) decretou luto oficial em todo o estado de São Paulo a partir desta quinta-feira (7).

O número de novas mortes por Covid-19 confirmados por exame laboratorial no estado de São Paulo são 161, o que representa 5% do número total de mortes no Brasil, 8.536. Os 2.075 novos casos no estado de São Paulo representam quase 7% do total no Brasil, que é de 125 mil casos.

O número total de casos no estado de São Paulo nesta quinta-feira é de 39.928. Dessas, 15.655 pessoas infectadas (39,2%) estão fora da capital, em cidades da Grande SP, interior ou litoral. Dos 645 municípios, 381 têm pelo menos um caso confirmado, com óbitos em 166 deles.

Há 9.696 pacientes internados, entre casos confirmados e suspeitos, que aguardam resultado do teste de Covid-19. Desses mais de 9 mil pacientes internados, 3.777 estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 5.919 estão em enfermarias.

As UTIs do estado de São Paulo operam hoje com taxa de ocupação de 66,9%. Na Grande São Paulo, a lotação é ainda maior: 89,6% dos leitos deste tipo estão ocupados na região metropolitana, segundo dados oficiais divulgados nesta quinta. Na quarta-feira (6), a ocupação era de 86,7%.

Perfil da mortalidade

Entre as vítimas fatais do coronavírus no estado, 1.874 são homens e 1.332 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, que representam 73,3% das mortes.

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (59% dos óbitos), diabetes mellitus (43,5%), doença neurológica (11,4%), doença renal (11,1%) e pneumopatia (10,3%). Outros fatores identificados são imunodepressão, obesidade, asma e doenças hematológica e hepática.

Esses fatores de risco foram identificados em 2.595 pessoas que morreram pela doença, ou 80,9% do total.

Fonte: G1