Especialista em Beleza do Senac Botucatu faz alerta sobre os cuidados com os padrões estéticos

A sociedade sempre conviveu com a imposição de estereótipos desejáveis. Apesar das percepções sobre o que é “belo ou feio” serem subjetivas, individuais e mudarem conforme a cultura, o país ou momento histórico, a existência de padrões estéticos ideais impacta em uma corrida frenética pela aparência perfeita. E, embora as técnicas e tecnologias estejam se modernizando, o bom resultado de uma intervenção estética depende de uma avaliação profissional criteriosa, para alinhar a expectativa do paciente ao resultado real possível e saudável de ser alcançado. É o que alerta Kátia Candido Ayres, docente da área de beleza e estética do Senac Botucatu.

“Nenhum procedimento é milagroso, por isso, não se pode acreditar em resultados sem comprovação científica, muito menos em dicas superficiais. Para garantir um resultado positivo, a dica é fazer uma avaliação com especialista, com a devida formação na área desejada, e alinhar expectativa à realidade”, pontua a profissional. Ainda segundo ela, as características de cada pessoa são únicas e, quando se fala em padrões de beleza, o importante é sentir-se bem.  

A estética pode ser um meio de encontrar o equilíbrio entre o desejado e o que é possível alcançar e manter. “Saúde representa bem-estar físico, psíquico e social. Os procedimentos estéticos são capazes de promover essas sensações por meio da melhora física e da autoestima. Mas a insatisfação constante com o corpo pode ser sinal de algum outro ponto que requer atenção.. Procure se conhecer e busque um profissional que te ajude nessa jornada do autoconhecimento”, diz Kátia.

Por vezes, de acordo com a docente do Senac, o desejo de mudar não está apenas na reconstrução da imagem física e, sim, na forma de como a pessoa se vê e se percebe. “É importante saber diferenciar essas questões para não projetar no físico frustrações afetivas, sociais ou profissionais.”

E cabe ao profissional da estética auxiliar nessa compreensão do todo e fazer orientações adequadas. “Mais importante do que indicar procedimentos, é papel do profissional entender o paciente e a história que acompanha aquele ser humano. A estética pode tratar acne, manchas, celulite, estrias, gordura, porém, é fundamental estar amparado pela ciência e lembrar que o seu intuito principal é fazer com que a pessoa se sinta bem com ela mesmo. E isso, normalmente, não inclui procedimentos milagrosos ou da moda”, reforça Kátia.

Aperfeiçoamento profissional

Para um atendimento adequado e assertivo na área, é necessário conhecimento específico e atualização constante. No Senac Botucatu, uma das opções de aprimoramento profissional é o curso Técnico em Estética. Mais informações e inscrições estão no portal da unidade: www.sp.senac.br/botucatu.

A instituição ainda está com a campanha cursos técnicos por R$ 99 mensais, desenvolvida para reforçar que aprendizado técnico pode ser o caminho ideal para quem busca uma oportunidade de traçar novas rotas na carreira, especializar-se em uma área de interesse ou até mesmo conseguir uma recolocação profissional.

Scroll Up