Enfermeiras protestam contra reabertura do comércio nos EUA

Durante um comício para reabrir o comércio do Arizona, nos Estados Unidos, enfermeiras da UTI de Valley, em Phoenix, chamaram atenção. Elas foram até lá para “representar aqueles que estão doentes demais para falar”.

Uma das fotos mais emblemáticas do protesto é de Lauren Leander. Ela e outras colegas ficaram em silêncio no “Rally do Dia do Patriota” no Capitólio, onde quase mil pessoas se reuniram para pedir que o governador Doug Ducey  reabra o estado e deixar as pessoas voltarem ao trabalho.

Na foto, Lauren está de braços cruzados, enfrentando ataques, gritos e perguntas de vários manifestantes no evento. “O barulho era ensurdecedor. Mas representamos uma voz para nossos pacientes, imunocomprometidos e pessoas doentes com Covid-19 que estariam lutando conosco se pudessem pedir às pessoas que seguissem as regras de permanência em casa”, disse ela, em entrevista à ABC15.

“Não importa se você acredita no vírus ou não. Eu vou cuidar de você de um jeito ou de outro. Foi triste ver as pessoas lançando insultos”, comentou. “Mas me sinto orgulhosa, pois não sou apenas eu. Sou eu, meus médicos e todos os profissionais de saúde que estariam lá fora comigo se tivéssemos tempo para reunir um grupo maior”, completou. 

Enfermeiras foram insultadas em protesto (Foto: Michael Chow/República/Imagn)
Enfermeiras foram insultadas em protesto (Fotos: Reprodução)

No comício, as pessoas defenderam que a economia já sofreu o suficiente. A ordem de ficar em casa imposta pelo governador vale até 30 de abril, mas não está claro o que o estado fará a partir de 1º de maio.

Fonte: Crescer

Últimas

Brasil vence a França no vôlei masculino

01 ago 2021

A vaga já estava garantida. Mas, em um clássico, isso pouco importa. Neste domingo, o Brasil...

Categorias

Scroll Up