Dormir por mais tempo nos fins de semana aumenta risco de doenças

Sabe aquela esticadinha no sono que você costuma dar aos sábados e domingos? Pois é, de acordo com um novo estudo, este momento tão esperado pode aumentar os riscos de diabetes e doenças do coração.

Segundo a pesquisa, o denominado “JET LAG SOCIAL”, nome é uma referência às consequências causadas pela diferença de fusos horários quando se faz uma viagem, afeta o relógio biológico das pessoas.

A líder do estudo PATRICIA WONG, da UNIVERSIDADE DE PITTSBURGH, disse à Agência Reuters que o jet lag social é uma forma habitual de desalinho circadiano. “Quando os indivíduos precisam dormir e acordar em horas que estão fora de sincronia com o relógio interno e biológico, eles mudam os horários de sono por conta das obrigações sociais”, continuou.

Foram analisados 450 adultos, entre 30 e 54 anos, que trabalhavam, pelo menos, 25 horas semanais fora de casa. Os especialistas descobriram que aqueles que tinham uma MAIOR DIFERENÇA DAS HORAS DORMIDAS entre segunda à sexta e os fins de semana estavam mais propensos a desenvolver doenças como diabetes e problemas cardiovasculares. “Os resultados não provam que o jet lag social causa tudo isso, mas sugere que essa conexão merece um olhar mais próximo”, falou a líder do estudo.

O estudo também constatou que apenas 15% dos participantes costumam acordar mais cedo em seus dias de folga. Já aquelas pessoas que vão para cama mais tarde, tendem a ser mais jovens e mais pobres.

Fonte: Daquidali

Scroll Up