Dicas para quem quer automatizar a casa ou o escritório

On-line e off-line se mesclam na utilização dos assistentes pessoais dentro e fora de casa

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Siri, Cortana e Google Assistant — todas essas “entidades” estão presentes nos smartphones e nos tablets, combinando novas tecnologias, mas ainda não chegaram no desempenho máximo que uma de suas concorrentes: a Alexa.

Fazer ligações, abrir aplicativos, mandar e-mails e agendar eventos só por comandos de voz já não é uma novidade para quem possui esses aparelhos mais atualizados, mas, se você se lembra do desenho Jetsons, sabe que a coisa pode ir mais além.

Em 2014, a Amazon lançou a Alexa, uma inteligência artificial que se comunica com o usuário por meio de um speaker, que pode ser encontrado no mercado em diferentes modelos.

Após configurada, a Alexa está pronta para receber comandos do seu dono e controlar de tudo: das compras on-line até fazer o preparo do café pela manhã. Aliás, ela pode ajudar no ambiente da sua empresa. Quer saber como? Fica com a gente até o final desse texto.

Alexa, faça por mim

Se a ideia por trás dos assistentes pessoais é facilitar pequenas tarefas, sem a necessidade de pegar no celular, a Amazon conseguiu estabelecer um novo patamar de interação entre aplicativos e usuários. Algumas das funções da Alexa incluem:

  • reproduzir e controlar músicas;
  • ler e responder mensagens ou e-mails;
  • buscar informações no Google;
  • agendar eventos e fazer compras on-line,
  • interagir de forma descontraída, com piadas, dicas e outros comandos inusitados.

No entanto, você deve estar pensando que os demais assistentes já fazem isso, não é mesmo? Então, qual é a graça e as vantagens de ter um módulo da Alexa em casa ou no escritório? Os acessórios!

Lâmpadas inteligentes

Um dos acessórios compatíveis com a Alexa, e que faz mais sucesso por aqui, são as lâmpadas smarts. Com tecnologia LED, que garante maior durabilidade e reduz os gastos, os diversos modelos oferecem features de acordo com o gosto de cada pessoa.

Positivo, Xiaomi, Philips e até a própria Amazon vendem modelos que permitem alterar a cor, a temperatura, a intensidade e os horários em que as luzes ficam acesas. Uma das vantagens é que tudo pode ser controlado pelo celular, até mesmo, fora de casa.

Smart plugs, eletrodomésticos e internet das coisas

Embora ainda longe de ser uma realidade estabelecida no Brasil, o 5G lá fora já ganha contornos do uso no cotidiano, apresentando as possibilidades do que é chamado como “a internet das coisas”.

Com a conexão mais estável facilitada pela nova tecnologia, tudo literalmente conversa entre si — algo que já acontece com a Alexa, mas em um nível mais elevado. Se, agora, já é possível programar sua cafeteira de manhã, usando a Alexa, no futuro próximo, isso poderá ser feito com lavadoras, fogão, geladeiras, etc.

Para quem não quer esperar pelo 5G, os kits de casa conectada permitem usar o próprio Wi-Fi da residência ou do escritório para controlar luzes, TVs, monitores, cafeteiras e demais dispositivos compatíveis com o gadget. Basta configurar os aparelhos em uma mesma rede sem fio, usar o aplicativo da fabricante para nomear e gerenciar cada um dos dispositivos desejados.

Segurança

A Alexa não serve só para deixar a casa mais divertida e conectada. Mais recentemente, algumas fabricantes têm investido em aparelhos como porteiros digitais[1] , oferecendo monitoramento remoto da residência.

Entre as funções contidas em alguns deles, estão: abrir e fechar portas, usar o celular como interfone, permitir acesso de pessoas por reconhecimento facial, além de visualizar e controlar posicionamento de câmeras em tempo real.

Mais produtividade no escritório

Além dos assistentes pessoais dos celulares e de uso cotidiano, existem as inteligências artificiais voltadas para uso corporativo, facilitando, e muito, a vida de gestores que, com as mudanças no cenário home office, tendem a ganhar cada vez mais recursos.

Uma destas soluções foi direcionada para oferecer mais produtividade em como os dados das empresas são visualizados e interpretados. A Carol, como foi batizada, usa comandos de voz para indicar estratégias e formas de planejamento adequadas a cada negócio.

Além da redução de custos, isso permite um maior desempenho interno e integração entre diferentes áreas da empresa, que passam a conversar por meio de um único sistema. Atualmente, a Carol consegue atuar nos setores de educação, agronegócio, varejo, saúde e manufatura.


Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes