Corinthians não fará loucuras para renovar com Gabriel Pereira e já cogita afastamento do jogador

A diretoria do Corinthians avalia a possibilidade de afastar Gabriel Pereira do elenco caso as conversas para a renovação de contrato não avancem em breve. O clube não coloca prazo, diz que segue em negociações, mas fontes confirmam que o Timão pode tomar essa atitude.

Gabriel Pereira tem 20 anos, contrato até março de 2022 e condição favorável de negociação. Neste momento, já poderia assinar um pré-contrato com outra equipe para sair de graça ao término do vínculo. Ele já teria sido oferecido a vários clubes da Europa.

Em entrevistas, o garoto manifesta a vontade de seguir no Timão, mas deixa as negociações nas mãos do empresário Ivan Rocha. Pessoas próximas ao jogador dizem que ele evita se envolver nas tratativas e não sabe dos números discutidos entre o clube e seu agente.

A diretoria de futebol do Corinthians garante que as conversas para renovação foram iniciadas no início da gestão do presidente Duilio Monteiro Alves, em janeiro, e que os valores da proposta foram reajustados uma vez. Nos bastidores, o clube diz que não fará loucuras, que agirá dentro da racionalidade e que não vai estourar o planejamento para 2022.

Os valores pedidos pelo agente de GP não são revelados, mas superam em muito os ganhos, por exemplo, do zagueiro João Victor, titular absoluto da equipe, e de Gustavo Mosquito, atacante que por muito tempo foi a principal referência do time em 2021. Há o temor por um desequilíbrio no grupo.

Um possível afastamento de Gabriel Pereira seguiria os passos do que fez o presidente Andrés Sanchez com Ángel Romero em 2019. Sem acordo de renovação com o paraguaio, o Timão deixou o jogador só treinando no CT Joaquim Grava por seis meses, tirando o atleta da vitrine.

Após o empate com o Inter, no domingo, o técnico Sylvinho foi questionado sobre um possível afastamento do jovem e se esquivou:

– Esse é um tema absolutamente do presidente e da diretoria. Sou treinador de futebol. Trabalho com todos os atletas que estão à disposição no elenco. Essa é a minha função, cuido de 31 atletas com os goleiros, que estamos diariamente gerenciando os treinamentos.

Gabriel Pereira em treino do Corinthians (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Titular nos últimos nove jogos, Gabriel Pereira tem dois gols marcados e uma assistência no ano. Ele tem 22 partidas desde 2020, quando foi promovido pelo técnico Tiago Nunes.

Após ficar praticamente um ano sem jogar para desenvolver a parte física e aguentar o ritmo dos treinos e jogos, voltou a receber chances no Brasileirão e ganhou protagonismo no elenco. Algo que, claro, encareceu o negócio.

Além de aumento salarial, renovações desse tipo incluem um bom valor em luvas, que são diluídas ao longo do contrato, além de comissões.

Independentemente da boa fase do jogador e de sua importância dentro do elenco do técnico Sylvinho, o clube diz que vai priorizar a defesa dos seus próprios interesses neste negócio.

O jogador tem 70% dos direitos econômicos ligados ao Corinthians. Os outros 30% são do Guarani, clube que ele defendeu na base até 2018.

Fonte: G1 – Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Scroll Up