Corinthians demite Sylvinho após derrota para o Santos na Arena

Sylvinho não é mais técnico do Corinthians.

O treinador foi demitido na madrugada desta quinta-feira, horas depois da derrota de virada para o Santos, na Neo Química Arena, por 2 a 1, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. A decisão foi tomada pela presidência ainda no vestiário do estádio.

Em comunicado na sala de imprensa da Arena, o presidente Duilio Monteiro Alves disse que a saída do treinador acontece para que seja feita uma correção de rota e revelou uma reunião nesta quinta para discutir quem será o novo técnico.

Duilio tinha a intenção de mantê-lo no cargo por mais alguns meses, mas não suportou a pressão externa criada em cima do trabalho do treinador, vaiado pela torcida antes do apito inicial, no intervalo do jogo, nos minutos finais e após o apito final do árbitro.

Sylvinho não chegou nem a conceder entrevista coletiva na sala de imprensa do estádio.

Ele estava no cargo desde maio de 2021 e passou a ser questionado no segundo semestre do ano passado. Pressão esta que só foi aumentando conforme o passar dos meses até ficar insustentável, culminando com seu desligamento.

Sylvinho teve 43 jogos como técnico da equipe, com 16 vitórias, 14 empates e 13 derrotas. Foram 42 gols marcados e 40 sofridos.

O Corinthians volta agora suas atenções para a contratação de um novo treinador, algo que será feito bem antes de abril, quando a equipe estreia na fase de grupos da Libertadores. A classificação direta à esta fase foi justamente fator crucial para a manutenção do agora ex-técnico no cargo para 2022.

Antes de fechar com Sylvinho, o Corinthians tentou Renato Gaúcho, que ainda continua sem clube. No fim do ano passado, empresários procuraram o Timão para oferecer o português Jorge Jesus, na época de saída do Benfica. Na ocasião, o Timão descartou qualquer conversa por acreditar no trabalho de Sylvinho.

Fonte: G1Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians