Como escolher sua máquina de lavar?

Antes de trocar a sua máquina de lavar, confira algumas dicas dos fatores a serem considerados antes de fechar o negócio!

Ter bons eletrodomésticos é algo fundamental para ter conforto e bem-estar na própria casa. Não há nada mais desagradável ou irritante do que chegar em casa após um dia cansativo no trabalho e não conseguir tomar um bom banho porque o chuveiro está queimado ou entupido.


Um eletrodoméstico que exige bastante atenção é a máquina de lavar. Além de garantir roupas limpas e cheirosas para todas as ocasiões (relaxar no fim de semana, trabalhar, sair com amigos, etc.), este é um dos aparelhos que mais consomem água no ambiente doméstico.


Por isso, é preciso cuidado na hora de comprar ou trocar a máquina de lavar, de modo que seja possível comprar um modelo que atende bem às necessidades da família sem comprometer as finanças da casa. Confira a seguir algumas dicas para escolher a melhor!


Modelos


É bom ter em mente que, entre os modelos mais básicos, existem dois tipos: as semi automáticas (nas quais a troca de água entre o enxágue e a lavagem deve ser feito manualmente) e o tanquinho (que funcionam de forma semelhante, mas se diferenciam por ter uma espécie de esteira onde a roupa pode ser esfregada).


Nos dois modelos, a roupa não passa por centrifugação e precisam ser torcidas manualmente antes de serem colocadas no varal. A vantagem é que ambos costumam ser mais baratos em comparação a outros modelos e consomem menos energia elétrica e água.


As automáticas são um tipo mais robusto de máquina de lavar, funcionam de modo automático: a pessoa precisa apenas escolher o ciclo mais adequado para o tipo de roupa a ser lavado.


Se, por um lado, esse tipo de máquina oferece mais praticidade, pois centrifugam as peças, por outro, elas podem provocar mais desgaste nas roupas. Se você tem peças em tecidos sensíveis como seda, tricô, crochê, camurça, com rendas e bordados, é recomendado colocá-las em sacos próprios para lavagem e só então colocá-las na máquina, de modo a evitar que elas estraguem.


Por fim, existem ainda as máquinas “lava e seca”, caracterizadas por uma capacidade menor do que as máquinas automáticas, mas capazes de fazer ciclos completos de lavagem e secagem. Este modelo consome mais energia elétrica do que outras máquinas convencionais, mas são recomendadas para quem mora em lugares pequenos, pois dispensam o espaço para varal.


Tipo e quantidade


Dois fatores básicos para te ajudar na hora de comprar uma máquina de lavar são os tipos e a quantidade de roupa lavada toda semana. Se você possui roupas mais grossas e pesadas ou lava roupa de cama com mais frequência, é preciso ter uma máquina mais robusta, resistente e com maior capacidade.


Por outro lado, se as suas roupas são mais delicadas, é preciso cuidado para escolher um modelo que ofereça ciclos específicos para tecidos mais finos. A quantidade de roupas está diretamente ligada ao número de moradores de uma casa e o uso que eles fazem das roupas — se trabalham em casa, não é preciso trocar de roupa com tanta frequência como as pessoas que precisam ir até o escritório diariamente.


Uma dica simples e acertada é: quem mora sozinho ou com uma pessoa, uma lavadora de 9 ou 10 kg é suficiente. Se você vive com até 4 pessoas, é recomendado investir em uma de 12 kg. Acima desse número, é recomendado adquirir uma máquina maior, com peso entre 13 e 17 kg. Assim, é preciso analisar esses dois fatores em conjunto: a quantidade de moradores e a rotina deles.


Por se tratar de um eletrodoméstico que consome bastante água e energia elétrica, é recomendado buscar máquinas com o selo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), que busca orientar os consumidores sobre os produtos que oferecem os melhores níveis de eficiência energética.

Scroll Up