21 abril, 2024

Últimas:

Chuva e feriadão fazem cidade de São Paulo bater recorde de trânsito

Anúncios

A forte chuva que atingiu a cidade de São Paulo na tarde desta sexta-feira (11), véspera de feriado prolongado, causou alagamentos em ruas e avenidas. Segundo dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e do aplicativo Waze, a cidade também registrou a marca recorde de trânsito do ano, com 404 km de lentidão.

A marca foi registrada às 17h. O último recorde do ano havia sido registrado no dia 28 de setembro, quando a cidade atingiu 375 km de lentidão.

Anúncios

Por causa da chuva, na Rua Araritaguaba, na Vila Maria, Zona Norte da capital, a força da água arrastou até um banheiro químico.

Banheiro químico é arrastado com a força da água na Zona Norte de SP.

A Avenida Doutor Bernardino Brito Fonseca de Carvalho, na Vila Talarico, na Zona Leste, também ficou alagada.

Anúncios

Todas as regiões da cidade de São Paulo entraram em estado de atenção para alagamentos, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da prefeitura.

O estado de atenção terminou por volta de 18h30.

Carros ficam embaixo d’água na Zona Leste de SP

Pontos de alagamento

Foram registrados 5 pontos de alagamentos na cidade, dois deles intransitáveis:

  • Zona Norte: entre as regiões da Vila Maria e da Vila Guilherme, na Rua Coronel Marques Ribeiro;
  • Zona Leste: entre as regiões do Aricanduva e Vila Formosa, na Rua Tumucumaque.

Pontos de alagamentos transitáveis:

  • Zona Norte: entre as regiões do Jaçanã e Tremembé, na Avenida Santa Inés;
  • Zona Oeste: região da Pinheiros, na Avenida das Nações Unidas;
  • Zona Leste: Avenida Governador Carvalho Pinto.

Chuva forte prejudica o trânsito em São Paulo — Foto: Reprodução/TV Globo
Chuva forte prejudica o trânsito em São Paulo (Foto: Reprodução/TV Globo)

Rodovias

Por volta das 18h, o trecho sul do Rodoanel, na passagem por Itapecerica da Serra e Embu das Artes, registrou 14 quilômetros de lentidão, também devido ao congestionamento na Régis Bittencourt.

Já no trecho oeste, foram cerca de 24 quilômetros de trânsito lento, nas passagens pelas cidades de São Paulo, Santana de Parnaíba, Barueri, Carapicuíba, Osasco, Cotia e Embu das Artes, também como consequência da dificuldade nos acessos para outras rodovias, perto das 17h30.

A Régis teve trânsito de 19 quilômetros de tráfego lento, por volta das 19h.

Já por volta das 17h20, foram 14 quilômetros de congestionamento na Rodovia Castello Branco em direção ao Interior de São Paulo, com trânsito mais pesado na passagem pelas cidades de São Paulo, Osasco e Barueri, e adiante, passando por Jandira, Itapevi, Santana de Parnaíba e Araçariguama, somando mais 19 quilômetros de congestionamento.

Na Anchieta, foram mais de 10 quilômetros de filas para o motorista, próximo das 16h30. Pela Imigrantes, foram registrados 20 quilômetros de trânsito ruim em direção ao litoral, por volta das 17h.

Chuva forte prejudica o trânsito em São Paulo (Foto: Reprodução/TV Globo)

Recordes de lentidão x congestionamento

Desde 2019, a CET passou a fazer parceria com o aplicativo Waze para medir os índices de lentidão. Nesse recorte, são analisadas lentidões que atravancam todas as vias da cidade momentaneamente, mas que não são congestionamentos necessariamente.

Desde a década de 1980, a CET mede os congestionamentos por filas de carros nas principais e maiores vias da cidade.

Fonte: G1

Últimas

Botucatu: Polícia Militar prende homem com armas, munições e drogas no Parque Marajoara

21/04/2024

Anúncios Na última sexta-feira, dia 19, por volta das 21h uma operação da Polícia Militar no...

Categorias