Chuva deixa 6 mortos e obriga 13 mil a sair de casa em Minas Gerais

Já são 124 cidades em situação de emergência em Minas Gerais por causa das chuvas, segundo a Defesa Civil. O número é referente ao período entre outubro e dezembro deste ano. Seis pessoas morreram e 2.683 ficaram desabrigadas neste período. Outras 11.337 ficaram desalojadas.

Bombeiros fazem resgate de uma gestante em área inundada na cidade de Rio Pardo de Minas (Foto: Corpo de Bombeiros)

A Região Norte do estado é a mais afetada. Em Rio Pardo de Minas, cidade com pouco mais de 30 mil pessoas, 17 residências foram interditadas e 64 pessoas estão desalojadas. Com o transbordamento do rio que corta a cidade, comércios e casas foram invadidas pela água.

Militares com mulher e criança retiradas de área ilhada — Foto: 3 Brave/Instagram
Militares com mulher e criança retiradas de área ilhada (Foto: 3 Brave/Instagram)

Veja a lista das cidades que decretaram situação de emergência

  1. Águas Formosas
  2. Águas Vermelhas
  3. Almenara
  4. Alvarenga
  5. Alvinópolis
  6. Araçuaí
  7. Aricanduva
  8. Ataléia
  9. Bandeira
  10. Barão de Monte Alto
  11. Belmiro Braga
  12. Berilo
  13. Berizal
  14. Bertópolis
  15. Buenópolis
  16. Buritizeiro
  17. Cachoeira de Pajeú
  18. Campanário
  19. Caraí
  20. Carlos Chagas
  21. Carmo da Cachoeira
  22. Catuji
  23. Catuti
  24. Comercinho
  25. Conselheiro Pena
  26. Coração de Jesus
  27. Corinto
  28. Coromandel
  29. Coronel Murta
  30. Couto de Magalhães de Minas
  31. Crisólita
  32. Cristália
  33. Cuparaque
  34. Curral de Dentro
  35. Diogo de Vasconcelos
  36. Dionísio
  37. Divino das Laranjeiras
  38. Divisa Alegre
  39. Engenheiro Caldas
  40. Espinosa
  41. Felisburgo
  42. Francisco Badaró
  43. Franciscópolis
  44. Frei Gaspar
  45. Frei Inocêncio
  46. Fronteira dos Vales
  47. Fruta de Leite
  48. Goiabeira
  49. Gonçalves
  50. Grão Mogol
  51. Ibirité
  52. Ilicínea
  53. Indaiabira
  54. Ipanema
  55. Itabirinha
  56. Itacarambi
  57. Itambacuri
  58. Itaobim
  59. Itinga
  60. Jacinto
  61. Jaíba
  62. Jampruca
  63. Jequitinhonha
  64. Joaíma
  65. Jordânia
  66. Juiz de Fora
  67. Ladainha
  68. Lagoa Formosa
  69. Machacalis
  70. Malacacheta
  71. Manga
  72. Manhuaçu
  73. Maria da Fé
  74. Mata Verde
  75. Mato Verde
  76. Medina
  77. Monte Azul
  78. Monte Formoso
  79. Montes Claros
  80. Montezuma
  81. Nanuque
  82. Ninheira
  83. Nova Serrana
  84. Novo Cruzeiro
  85. Novo Oriente de Minas
  86. Ouro Preto
  87. Ouro Verde de Minas
  88. Padre Carvalho
  89. Padre Paraíso
  90. Palmópolis
  91. Passa Tempo
  92. Pavão
  93. Pedra Azul
  94. Pescador
  95. Pirapora
  96. Poço Fundo
  97. Ponte Nova
  98. Ponto dos Volantes
  99. Porteirinha
  100. Porteirinha
  101. Raposos
  102. Resplendor
  103. Rio Casca
  104. Rio do Prado
  105. Rio Manso
  106. Rio Pardo de Minas
  107. Rubelita
  108. Rubim
  109. Salinas
  110. Salto da Divisa
  111. Santa Cruz de Salinas
  112. Santa Helena de Minas
  113. Santa Maria do Salto
  114. Santa Maria do Suaçuí
  115. Santana do Deserto
  116. Santo Antônio do Amparo
  117. Santo Antônio do Jacinto
  118. São Félix de Minas
  119. Sem-Peixe
  120. Serranópolis de Minas
  121. Taiobeiras
  122. Teófilo Otoni
  123. Umburatiba
  124. Virgem da Lapa

Recursos

O Governo de Minas liberou R$ 1,2 milhão de reais para compra de cestas básicas emergenciais para atendimento aos atingidos. Cerca de R$ 900 mil foram enviados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), para aquisição de kits de higiene, limpeza e colchões.

Fonte: G1