China investiga misterioso objeto em forma de cubo na Lua

Parece coisa de 2001, no qual um monolito misterioso na Lua levava à exploração de Júpiter. Mas é a vida real: o rover lunar Yutu-2, parte da missão Chang’e 4, tirou uma foto do que parece ser um cubo.

A imagem foi encontrada ontem e apresentada pelo jornalista Andrew Jones, especialista na Administração Espacial Nacional da China, a versão chinesa da Nasa.

Ao ficar ciente da descoberta, a agência chinesa batizou o objeto na Lua de “Casa do Mistério”. E decidiu acabar com o mistério, movendo o rover em direção a ele para descobrir o que é. A sonda se encontrava a meros 80 metros de distância quando a foto foi tirada, e deve gastar os próximos três dias lunares se aproximando do objeto na Lua.

É mais do que parece: um dia lunar é equivalente a 27 dias, 7 horas e 43 minutos. Atuando desde 2019, o rover ainda está em seu 37º dia lunar e andou cerca de 900 metros.

O que será o objeto na Lua?

O “cubo”, ou seja lá o que for o objeto misterioso na Lua, fica na Cratera Kármán. As apostas para ele são bem diversas.

Não é realmente muita coisa, ele mesmo admite: é um retângulo numa imagem de baixa resolução, e pode ser bem só uma ilusão de óptica. Não seria a primeira vez: em 2019, a sonda Yutu-2 havia avistado o que parecia ser uma “substância como gel” e, no fim das coisas, eram apenas pedras. Este ano, um “fragmento” foi encontrado e eram também (surpresa) pedras.

O próprio jornalista acredita que deve ser apenas mais outra pedra ainda que deve esse formato peculiar a um impacto de asteroide.

Fonte: Olhar Digital

Scroll Up