China executa estudante que envenenou colega em universidade

Um estudante de Medicina da renomada Universidade de Fudan, em Xangai, foi executado por ter envenenado um colega de quarto ao diluir uma substância letal em um filtro de água, anunciou a agência Xinhua.

“Lin Senhao foi executado depois da confirmação da pena pela Suprema Corte na sexta-feira”, informa a agência em apenas uma frase.

Em fevereiro de 2014, um tribunal de Xangai anunciou o veredicto no qual considerava que Lin Senhao havia cometido um assassinato por “pura maldade e ninharias”.

O estudante usou um produto químico tóxico roubado no laboratório do hospital em que trabalhava como interno.

Durante o julgamento em 2013, Lin Senhao se defendeu alegando que o envenenamento do colega não foi mais que uma “brincadeira” que acabou mal.

A vítima, Huang Yang, morreu duas semanas depois beber a água contaminada.

Quase 2.400 execuções aconteceram em 2013 na China, segundo estimativas ocidentais. O governo não divulga números oficiais.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up