Capitão da seleção de futsal, Rodrigo projeta clássico: “Será o maior Brasil e Argentina da história”

A Copa do Mundo de Futsal terá uma das maiores rivalidades do esporte: Brasil e Argentina se enfrentam pela semifinal da competição nesta quarta-feira, às 14h (de Brasília). Essa é a primeira vez que o Superclássico acontece nesta fase da competição. Antes, as equipes se enfrentaram nas quartas do Mundial de 2012. Na ocasião, a seleção brasileira saiu vencedora e foi campeã em cima da Espanha.

Desta vez, o clima é ainda mais emocionante. Além da fase mais avançada, de um lado o Brasil defende a hegemonia no futsal. É o maior vencedor da Copa do Mundo com sete títulos conquistados: dois quando a competição era organizada pela Fifusa e cinco na Era fifa. Do outro lado, a Argentina é a atual campeã do torneio e vai em busca do bicampeonato.Eu acho que no futsal vai ser o maior Brasil e Argentina da história. É a maior competição que um atleta pode disputar no futsal.— Rodrigo, capitão da seleção brasileira

Rodrigo 100 gols Brasil futsal — Foto: Chris Ricco/FIFA
Rodrigo 100 gols Brasil futsal (Foto: Chris Ricco/FIFA)

– É Brasil e Argentina igual ao do campo. A gente traz essa rivalidade, não tem jeito. Os jogadores de campo assistindo nós. O Messi assistindo à Argentina, o Neymar assistindo ao Brasil. Então a gente chegou num nível muito elevado, que a gente gosta muito. Estávamos precisando desse carinho. A rivalidade é essa, é intensa. Dentro de quadra vamos tentar puxar para o nosso lado e colocar o Brasil no topo – completou o camisa 14.

O Brasil chega à semifinal com 100% de aproveitamento na competição. Na fase de grupos, goleou o Vietnã por 9 a 1, a República Tcheca por 4 a 0 e o Panamá por 5 a 1. Nas oitavas, venceu o Japão por 4 a 2. Por fim, nas quartas, deixou para trás o Marrocos, vencendo por 1 a 0.

A boa fase no Mundial reflete no clima fora das quadras. Rodrigo define o ambiente como “o melhor possível”.

– A gente está muito feliz de estar jogando mais um Mundial. Estamos vivendo intensamente esse momento. Acho que é o ápice da carreira do atleta jogar uma Copa do Mundo e chegar entre os quatro. A gente tinha uma responsabilidade muito grande de colocar o Brasil de volta no centro, e a gente conseguiu. Agora a gente vai desfrutar disso e fazer de tudo para o Brasil levantar a taça”.

Brasil x Marrocos Mundial de Futsal — Foto: Alex Caparros/FIFA
Brasil x Marrocos Mundial de Futsal (Foto: Alex Caparros/FIFA)

Fonte: G1

Scroll Up