Caçador morre pisoteado por elefantes em parque na África do Sul

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um caçador ilegal morreu pisoteado por uma manada de elefantes no Parque Nacional Kruger, uma das maiores reservas de caça da África do Sul. O homem fugia de guardas florestais e é suspeito de caçar rinocerontes com outras duas pessoas. Uma delas foi presa e sinalizou o paradeiro da vítima.

Elefante no Parque Nacional Kruger (Fotos: Divulgação)

O grupo iniciou a tentativa de fuga assim que foi identificado pelos guardas que fazem a segurança da reserva, no último sábado (17), de acordo com autoridades dos Parques Nacionais da África do Sul. Quando um dos homens foi preso, avisou que seus companheiros haviam corrido em direção à uma manada de elefantes e que não sabia se eles tinham conseguido escapar.

A caça de elefantes é proibida no Parque Nacional Kruger Foto: Godong / Universal Images Group via Getty
A caça de elefantes é proibida no Parque Nacional Kruger (Foto: Divulgação)

Durante a busca dos guardas florestais, um dos suspeitos de caça ilegal foi encontrado “gravemente pisoteado” e morto após os ferimentos. O terceiro integrante, que teve um ferimento no olho, segundo o portal ABC News, segue desaparecido.

A suspeita das autoridades é de que os três homens estavam caçando rinocerontes no Parque Nacional Kruger. Durante a investigação, um rifle e um machado foram encontrados.

Manada de elefantes no Parque Nacional Kruger, na África do Sul Foto: Frédéric Soltan / Corbis via Getty Images
Manada de elefantes no Parque Nacional Kruger, na África do Sul (Foto: Divulgação)

Após o episódio, o gerente executivo da reserva de caça, Gareth Coleman, afirmou que o combate à caça ilegal “consome recursos valiosos que poderiam ser usados para criar empregos e desenvolvimento”. “A campanha contra a caça ilegal é de responsabilidade de todos. Ela ameaça muitas comunidades e destrói famílias”, completou Coleman em comunicado.

Fonte: Época

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes