Brasil vence a Colômbia de virada e garante a primeira posição no Grupo B da Copa América

O Brasil venceu a Colômbia por 2 a 1, de virada, na noite desta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, e se manteve 100% na Copa América.

Os colombianos abriram o placar logo no início com Luiz Díaz, que acertou um lindo voleio.

O empate brasileiro veio apenas na etapa final, com Roberto Firmino, depois de cruzamento de Renan Lodi. A dupla havia entrado em campo há poucos minutos.

O gol brasileiro gerou muita reclamação dos visitantes porque a bola bateu no árbitro argentino Nestor Pitana antes de chegar em Lodi. Mas, como a posse de bola já era do Brasil, o lance não foi paralisado e o gol acabou confirmado.

No último lance, já aos 54 minutos, Casemiro apareceu livre na área para aproveitar a batida de escanteio de Neymar e decretar a virada brasileira.

O resultado deixou a Seleção de Tite na liderança do Grupo B, com nove pontos. A Colômbia, na segunda colocação, segue com quatro pontos.

No próximo domingo, o Brasil vai enfrentar o Equador, no Estádio Olímpico de Goiás, às 18 horas, para encerrar a participação nesta primeira fase.

BRASIL 2 X 1 COLÔMBIA

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de junho de 2021, quarta-feira
Hora: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Assistentes: Ezequiel Brailovsky (ARG) e José Antelo (ARG)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)
Cartões amarelos: Alex Sandro, Everton Ribeiro, Amarelo (BRA); Ospina, Barrios (COL)

GOLS:
Brasil: Roberto Firmino, aos 27, e Casemiro, aos 54 minutos do 2T
Colômbia: Luiz Díaz, aos 9 minutos do 1T

BRASIL: Weverton; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro (Renan Lodi); Casemiro; Richarlison (Gabigol), Éverton Ribeiro (Firmino), Fred (Lucas Paquetá) e Neymar; Gabriel Jesus (Everton Cebolinha)
Técnico: Tite

COLÔMBIA: Ospina; Daniel Muñoz, Mina, Davinson Sánchez e Tesillo; Barrios, Mateus Uribe, Cuadrado e Luis Díaz (Murillo); Duván Zapata (Borja) e Borré (Cuéllar)
Técnico: Reinaldo Rueda

Fonte: Yahoo! – Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Scroll Up