Brasil estreia com vitória sobre o Peru no Sul-Americano de vôlei

Ainda “de ressaca” do quarto lugar nas Olimpíadas de Tóquio, a seleção brasileira masculina de vôlei estreou no Campeonato Sul-Americano com vitória sobre o Peru nesta quarta-feira. Em Brasília, o time comandado por Renan Dal Zotto venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25/12, 25/19 e 28/18. Nesta sexta-feira, às 19h, os brasileiros enfrentam a Colômbia.

O técnico brasileiro está apostando na renovação do grupo. O elenco conta com sete campeões olímpicos: os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa, o oposto Alan, o ponteiro Lucarelli, os centrais Lucão e Isac, e o líbero Thales. Além deles, foram convocados Abouba, João Rafael, Vaccari, Adriano, Flávio, Cledenilson e Maique.

– Leal teve que ir a Cuba por assuntos burocráticos, senão era para estar aqui. Alguns jogadores como Wallace e Borges deixaram a seleção, e isso é natural. É uma oportunidade boa para esses talentos mostrarem o trabalho em uma competição como esta – disse Renan.

O Brasil começou o jogo com Cachopa, Vaccari, Alan, Isac, Flávio, João Rafael, e Maique. Do lado peruano, o time inicial contou com Williams, Urueña, Japon, Alvaro, Benny, Romay e Nakamatsu.

O primeiro set começou com os peruanos errando muitos passes e ataques, enquanto o Brasil forçava o saque. Superior o tempo todo, o Brasil abriu larga vantagem e só precisou administrar para fechar em 25 a 12, com Alan pela saída de rede.

O Peru começou o segundo set mais equilibrado, com saques mais consistentes e melhor volume de jogo, enquanto o Brasil errava saques forçados. Mas o Brasil começou a abrir frente novamente após os dez pontos. Cachopa acionou diversas jogadas pelo meio, especialmente com Isac, forçando o técnico peruano a pedir tempo com 14 a 9 para o Brasil. Os peruanos chegaram a encostar no placar, mas não aguentaram o poderoso ataque brasileiro, que fechou o set em 25 a 19.

Brasil venceu o Peru por 3 a 0 na esteia do Aul-Americano de vôlei — Foto: William Lucas/Inovafoto/CBV
Brasil venceu o Peru por 3 a 0 na esteia do Sul-Americano de vôlei (Foto: William Lucas/Inovafoto/CBV)

O terceiro set dos peruanos foi ainda melhor, mantendo o placar equilibrado até os oito pontos. Errando melhor e com melhor volume de jogo, os rivais começaram a jogar com passe na mão e driblar o bloqueio dos brasileiros. Como nos outros sets, os peruanos não conseguiram manter o ritmo e deixaram o Brasil abrir. Com 14 a 10, o técnico Juan Carlos Rodriguez pediu tempo. Mas não teve jeito: o Brasil deslanchou e fechou em 25 a 18, com pontos de Adriano.

– Antes do jogo eu estava bem nervoso, falei com meu técnico da categoria de base e ele me disse para ficar calmo. Lucarelli está me ensinando muito, assim como o Bruninho, o Maique. O pessoal está me ajudando muito – comemorou Adriano.

Alan foi eleito o melhor jogador da partida.

– A expectativa é sempre ganhar, é assim sempre na seleção brasileira. O time está bastante mexido para o Sul-Americano e acho que a gente foi bem apesar de alguns errinhos. Todo mundo está tendo oportunidade, os mais novos estão com muita força de vontade para entrar no jogo – analisou o oposto.

A competição seria disputada com dois grupos de três times, mas a Venezuela acabou desistindo de participar alegando problemas com a pandemia do coronavírus. Com isso, o campeonato será em turno único.

Os argentinos, principais adversários dos brasileiros, venceram a Colômbia na estreia por 3 sets a 0 (25/22, 25/19 e 25/17).

O Sul-Americano não terá a presença do público, atendendo medidas restritivas de distanciamento social. Os dois primeiros colocados garantirão vaga no próximo Campeonato Mundial, em 2022, na Rússia

Fonte: G1 – Foto: William Lucas/Inovafoto/CBV

Últimas

Botucatu: Obituário 26 de setembro

26 set 2021

Maria de Lourdes Miranda Barcellos – 93 anos Sepultamento 28/09/21 às 17h no Crematório Memorial Botucatu...

Categorias

Scroll Up