Botucatu: Teste de Covid, feito em farmácia, de homem que fez vídeo denunciando o PS deu positivo. Família ainda espera o resultado da Central Covid

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A reportagem do Jornal Leia Notícias conversou nesta segunda-feira, 22, com a esposa do homem que gravou e divulgou, nas redes sociais, um vídeo dizendo que foi ao Pronto Socorro Adulto (PSA), de Botucatu, com febre e dor de garganta, no sábado 20, e foi colocado em uma mesma sala com pacientes confirmados para a Covid-19.

De acordo com ela, o marido fez no domingo, 21, de noite, um teste de farmácia, após os amigos ajudarem com a arrecadação de dinheiro, e o resultado teria dado positivo. “Como sofremos muitos ataques nas redes sociais, após a divulgação do vídeo, achamos melhor fazer esse teste mais rápido na farmácia. Eu estou grávida e me senti muito ofendida com tudo. O meu marido estava mal, com febre e foi ao PS, o que é o correto a se fazer. Nos sentimos desamparados, mas os amigos fizeram vaquinha, arrecadaram dinheiro para meu marido fazer um teste. Liguei na farmácia, perguntei qual era o melhor teste a se fazer. Fizemos o de cotonete, que dá certeiro após 2 dias que a pessoa foi contaminada. O de sangue é após 8 dias. Meu esposo foi a noite, fez o teste e saiu que deu positivo, mas a moça da farmácia explicou que aparecem dois pauzinhos para dar positivo e o segundo dele saiu muito fraquinho. Ela até disse que é bem provável que não esteja com Covid, mas como saiu um pedaço do segundo pauzinho, teve que colocar que é reagente”, explicou.

Ainda segundo a mulher, no domingo, dia seguinte após a repercussão do vídeo, a Central Covid, da Prefeitura de Botucatu, foi até sua casa e realizou o teste nela, no marido, na sogra e no filho. Porém, o resultado deverá sair até o dia 25. “No domingo a Central Covid veio em casa e a enfermeira comentou com o meu marido que ele teve os mesmos sintomas de uma amigdalite, mas todos fizemos os teste. Vamos esperar até o dia 25, quando sairá o resultado da Central Covid para confirmar se ele está com Covid”, disse.

Questionada se achava que o marido poderia ter sido contaminado ao ser colocado em uma sala ao lado de pacientes que, segundo ele, já teriam testado positivo para a doença, no PS Municipal, a mulher não soube responder. “Não sei, não sou médica para ter essa resposta e ainda não temos todos os resultados dos exames para saber se ele contraiu lá ou se já estava. Quando ele foi, estava com sintomas de febre e dor de garganta e colocaram ele na mesma sala de um rapaz que testou positivo para Covid. Mas é importante destacar que o vídeo não foi para atacar médico ou falar mal do hospital. Foi para reclamar que isso ocorreu com ele. Que esse procedimento de colocar junto pacientes positivos com suspeitos está errado”, disse a esposa, que completou. “Estamos esperando o resultado da Central Covid, que irá sair dia 25”.

A mulher ainda afirmou que o marido está melhor de saúde. “Graças a Deus, está bem. Não teve mais febre e a garganta deu uma boa melhorada”, finalizou.

A esposa enviou o texto que aparece atrás do resultado do teste feito na farmácia, que explica que o resultado positivo não pode ser usado como evidência absoluta de infecção.

LEIA MAIS: Botucatu: Homem alega ter sido colocado em sala com pessoas positivas à Covid-19 no PS

Jornal Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes