Botucatu: Terceiro lockdown para conter a Covid começa às 23h desta quinta (1)

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Botucatu enfrenta seu terceiro lockdown em Botucatu a partir das 23h, desta quinta-feira, dia 1º de abril, às 23 horas, indo até as 6h da segunda-feira, dia 5.

Segundo o prefeito Mário Pardini (PSDB), a medida foi necessária, pois o município pode entrar em colapso na saúde nos próximos dias. Ele ainda disse ser fundamental a adesão da população de ficar em casa e não reunir com familiares de fora do núcleo de moradia durante a Páscoa.

O lockdown será o mesmo adotado nos dois últimos finais de semana, sendo permitido o delivery em aéreas de alimentação e saúde. O transporte coletivo não vai circular, excluindo as linhas que atendem aos hospitais e clinicas de saúde.

Atividades comerciais terão algumas exceções como postos de combustíveis, exclusivamente para abastecimento dos serviços públicos municipais, estaduais e federais, inclusive polícia militar e ambulâncias. Também poderão atender a entregadores de delivery. Já o setor de alimentação funcionará apenas por meio de entregas, incluindo supermercados, mercearias, hortifrutis e padarias. Não haverá permissão de retirada no local em sistema de drive-thru.

No período de abrangência do decreto, estão proibidas todas as atividades comerciais, de prestação de serviços, industriais e lotéricas, quer para o atendimento presencial, quer para a prática de atividades internas, externas, produtivas, de manutenção, de limpeza ou outra de qualquer natureza, exceto segurança.

O decreto ainda suspende os serviços públicos municipais, estaduais e federais, incluindo o atendimento ao público, exceto os serviços de saúde, de segurança, de justiça de urgência, de fornecimento e tratamento de água, de energia elétrica, de saneamento básico, de coleta de lixo orgânico, de telecomunicações, de assistência social, serviços funerários, cemitérios, de segurança alimentar e os serviços administrativos que lhes deem suporte.

O transporte coletivo atenderá somente a profissionais do setor de saúde envolvidos diretamente com o combate à covid-19, sendo vinculados ao Hospital das Clínicas (HCFMB), Hospital do Bairro ou mesmo a rede privada de saúde. Devem apresentar crachás ou documentos de identificação profissional.

A obrigatoriedade do uso de máscaras prossegue, conforme a lei estadual. Forças de segurança deverão novamente a intensificar barreiras nas principais vias de acesso da Cidade para prestar orientação. Já no período de vigência das medidas restritivas, serão promovidos patrulhamento pelos bairros a fim de coibir aglomerações.

Confira o decreto  nº 12.259 completo aqui.

Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes