Botucatu: Professor é a 80ª morte por Covid-19 entre munícipes

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Botucatu registrou nesta terça-feira, 2 de fevereiro, mais uma morte por Covid-19, contabilizando a 80ª fatalidade desde o início da pandemia. A vítima é um homem (cuja identidade não foi divulgada), professor da rede estadual de ensino, de 63 anos, que estava internado no Hospital das Clínicas de Botucatu (HCFMB).

O educador estava com atribuição de aulas na Escola Professor Raymundo Cintra, no Distrito de Vitoriana, que adota modelo híbrido de ensino.  Em um período, seu prédio é ocupado pela rede municipal de ensino e em outro, pela estadual.

A Secretaria de Estado da Educação, que preferiu não se posicionar por meio de nota oficial, confirmou o óbito e ressaltou “lamentar a morte do professor”. Salientou que “o mesmo vinha cumprindo suas atribuições de maneira remota e que não teve contato nem com outros professores ou mesmo com funcionários da escola”. Não informou se alguma ação de testagem com demais colaboradores da escola será realizada nos próximos dias.

Já a Prefeitura de Botucatu salientou, por meio de nota oficial, que “a Vigilância Epidemiológica Municipal não foi comunicada oficialmente até o momento. As equipes de monitoramento da COVID estão revisando os atendimentos prestados aos familiares e contatos próximos e fará avaliação técnica sobre a necessidade da ampliação de testagem e de isolamento de demais contatos”.

Mesmo com a preparação para o retorno sendo realizada em diversas unidades escolares, decreto emitido pelo prefeito Mário Pardini (PSDB) no domingo, 31 de janeiro, suspendeu as aulas nas redes municipal, estadual e particular, por tempo indeterminado.

Notícias Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes