Botucatu: Em meio a crise na Saúde, André Spadaro abandona a Secretaria, visando sair deputado estadual

Nesta quinta-feira, 31, o médico André Spadaro anunciou que assinou sua exoneração e deixou o cargo que ocupava de Secretário de Saúde de Botucatu.

Em entrevista à Rádio Municipalista, o agora ex-Secretário de Saúde de Botucatu disse que nos próximos dias já deve sair a publicação da sua saída no Diário Oficial do Município.

André Spadaro deixou o cargo na Prefeitura dentro do período legal (6 meses antes das eleições) estipulado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para desincompatibilização de quem pretende concorrer na eleição e ocupa algum tipo de cargo público.

A saída de André Spadaro ocorre durante um período crítico na Saúde de Botucatu, apontada inclusive pelo Prefeito Mário Pardini, durante entrevistas, como uma crise, com centenas de reclamações sobre o atendimento à população nos Postos de Saúde e nos Prontos-socorros municipais, que culminou na última semana na morte de um bebê de 4 meses, que está em investigação na Polícia Civil, com a família pedindo justiça.

Durante essa entrevista na Rádio Municipalista, André Spadaro fala abertamente da intenção em ser candidato a deputado estadual – que segundo ele ainda não está definido – mas que considera que o trabalho que ele realizou durante a pandemia como a Covid-19 o habilite para disputar esse cargo, que o tornou conhecido em todo o Brasil e até fora dele.

Ele ainda disse que um dos motivos de sua saída na Saúde é para cuidar de problemas pessoais, de saúde e relacionamentos.

A reportagem do Jornal Leia Notícias procurou o ex-secretário no dia 29 e ele disse que informaria sua decisão até o final da semana, o que não fez até o momento.

LEIA TAMBÉM:

Jornal Leia Notícias