Botucatu: Bebê de 4 meses morre após atendimento no PS Infantil Municipal. Família fala em negligência na Saúde. “Nos mandaram para casa. Quando acordei, minha filha estava morta”

A família da pequena Helena Oliveira Sales, de 4 meses, está arrasada. A menina morreu nesta quinta-feira, 17. De acordo com os pais, Jocimaria Oliveira Sales e Christian Luis Sales, houve negligência da Saúde municipal de Botucatu.

“Minha filha de 4 meses faleceu por negligência. Queremos Justiça, para que não aconteça isso com mais ninguém”, denunciou a mãe, Jocimaria.

Ela entrou em contato com a reportagem e narrou os fatos. Jocimaria levou a filha, Helena, na tarde da última quarta-feira, 16, ao Pronto Socorro Infantil Municipal, com problemas respiratórios.

Christian e Jocimaria, com a pequena Helena em seu colo – foto Arquivo Pessoal

Segundo a mãe e relatos de diversas pessoas nas redes sociais, na quarta-feira, 16, a situação do PS Infantil estava drástica, com lotação e demora nos atendimentos. Essa situação seria recorrente, de acordo com reclamações.

Jocimaria disse que ficou por 4 horas e 30 minutos, com a filha no colo, esperando atendimento na noite de quarta-feira, 16. Quando foi atendida, ela relatou aos profissionais de saúde que a filha estava com dificuldade respiratória e já havia tido bronquiolite, Covid e pneumonia.

A menina passou por um exame de Raio-X no PS Infantil Municipal, que apontou uma mancha no pulmão. A mãe relatou que a médica, ao atender a filha, disse que a menina estava cansada e não precisaria de oxigênio, e que a mancha seria em função da pneumonia.

A mãe ainda contou que a médica disse que o Pronto Socorro estava cheio, que caso piorasse deveria retornar no dia seguinte e a orientação era para voltar para casa e lavar o nariz da criança com soro.

Contrariada, Jocimaria seguiu as instruções dadas no Pronto Socorro Infantil Municipal de Botucatu, mas na manhã de quinta-feira, ao acordar, viu que sua filha não estava mais respirando, a menina havia falecido.

“Ontem (quarta-feira) procurei o PS Infantil, estava superlotado, demoram um século para nos atender. Quando atenderam, falaram que minha filha só estava um pouco cansada, mas eu tinha certeza que ela precisava de oxigênio, pois ela já tinha ficado internada uma semana. Nos mandaram para casa. Hoje (quinta-feira), quando acordei, minha filha estava morta”, disse a mãe.

O pai de Helena, Christian Luís Sales chegou pedir ajuda ao Prefeito Mário Pardini, falando que estava esperando há horas pelo atendimento da filha. O pai insistiu ao Prefeito que a filha precisava de oxigênio, mas acabou não recebendo.

Em conversa no Messenger, o Prefeito respondeu ao pai, de noite, às 22h18. Pardini assumiu que os atendimentos nos prontos socorros não estão adequados e disse que estava em contato com o Hospital das Clínicas de Botucatu, que administra o PS Municipal e PS Infantil Municipal para a Prefeitura.

No dia seguinte, Christian procurou novamente o Prefeito, dessa vez para dar a pior notícia que podia, sua filha havia falecido. “Como pode, por falta de atendimento nessa merda de Pronto Socorro, minha filha veio a falecer. Isso jamais vou perdoar, sistema de merda. Talvez, um pouco mais de atenção no caso da milha filha, por parte dos médicos, não estaria fazendo o enterro do meu anjinho”.

Conversa de Christian com o Prefeito Mário Pardini – divulgada pelo pai da menina

Na continuação da conversa, o Prefeito disse que iria apurar e lamentou pelo falecimento da menina de 4 meses, após atendimento no Pronto Socorro Infantil Municipal.

No atestado de óbito de Helena Oliveira Sales, a primeira causa morte está como “Causa Indeterminada” e a segunda como “Bronquiolite de Repetição”.

A reportagem entrou em contato com a Comunicação da Prefeitura de Botucatu, que informou que está apurando o fato. Assim que for divulgado um posicionamento, será acrescentado no texto.

O Jornal Leia Notícias também tentou contato com o Secretário Municipal de Saúde, Dr. André Spadaro, pela manhã desta sexta-feira, 18, mas através de mensagem ele respondeu que não poderia atender, pois estava em uma reunião no Hospital das Clínicas de Botucatu.

Reclamações sobre o PS Infantil, do dia 16 de março – Facebook

LEIA MAIS:


Jornal Leia Notícias