Botucatu: Contaminados pela Covid mentem sobre a suspensão de isolamento para “escapar” da multa e fiscalização

A Secretaria de Segurança informou que vem administrando até as folgas dos servidores da Guarda Civil Municipal (GCM) para dar conta do trabalho de segurança nos prédios municipais, patrulhamentos integrados com outras polícias, comércio, além da Operação Sentinela, com o objetivo de acompanhar os pacientes com Covid-19 em estado leve, assintomáticos e contactantes, que estão em isolamento domiciliar.

No momento, Botucatu tem 586 pessoas contaminadas com Covid-19, em isolamento domiciliar, segundo a Prefeitura. “Entre terça e quarta-feira, dias 26 e 27, os GCMs realizaram 136 visitas domiciliares em pacientes com sintomas leves, assintomáticos e contactantes com familiares de doentes, e tivemos de dar conhecimento à Secretaria de Saúde e a Policia Civil que sete pessoas em cinco famílias com coronavirus não estavam, como deveriam, em suas residências”, afirmou o Secretário de Segurança, Marcelo Emílio.

Conforme explicou o Secretário, todos que estão agindo contrariamente às orientações das autoridades de Saúde, não respeitando o isolamento quando confirmada a doença com sintomas leves, têm os casos encaminhados para investigação da Polícia Civil, que deve propor processos no Ministério Público contra a saúde coletiva.

De acordo com as forças de segurança, o trabalho não está fácil. Os GCMs e Policiais Civis devem apresentar provas contra os isolados e doentes leves que furam o isolamento domiciliar. O problema é que os doentes ou pessoas isoladas devido ao Coronavirus não falam a verdade aos agentes da GCM, para evitar a multa e o registro de ocorrência na Delegacia. “Muitos dizem que a Central de Coronavirus liberou a saída do isolamento. Quando vamos investigar, a maioria dos casos é mentira, dita para se tentar evitar a multa”, contou.

Em praticamente todos os casos denunciados na Central de Polícia Judiciária, a GCM apresenta dados do indivíduo que está desrespeitando o isolamento, incluindo dados da Central de Covid, além de relatos dos GCMs que flagraram o cidadão ou cidadã que deveria estar em isolamento, mas estava circulando pela cidade.

Marcelo Emilio afirmou, também, que a GCM está ampliando a fiscalização em pontos de aglomerações nos locais conhecidos, como a Praça do Cachoeirinha, Vila dos Lavradores, Jardim Paraíso, Praça da Rainha, na Cohab I, entre outros.

“Temos fixado faixas com orientações sobre o uso de álcool em gel, máscaras e manter o distanciamento entre pessoas. Além disso, temos feito abordagens educativas. As viaturas estão distribuindo máscaras para quem precisa e também estamos registrando ocorrências de pessoas que tentam burlar as regras contra a pandemia. Tenham certeza que todos os denunciados serão levados à Justiça, conforme disse na coletiva na Prefeitura o Delegado Dr. Talamonte, da Polícia Civil, que tem dezenas de casos prontos para levar ao Fórum”, completou Marcelo Emílio.

Haroldo Amaral – Jornal Leia Notícias

Scroll Up