Botucatu: Caixa recorre e liminar que permitia os Metalúrgicos sacar os depósitos do FGTS é revogada

O Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu divulgou nesta quarta-feira, 06, que a liminar, conseguida junto a Justiça Federal, que possibilitava que todos os trabalhadores metalúrgicos de sua base tivessem acesso ao saldo integral do FGTS, foi revogada após a Caixa Econômica Federal ter recorrido.

Os metalúrgicos, que foram pela manhã desta quarta-feira, 06, nas agências da Caixa foram surpreendidos com a informação que a decisão havia sido alterada e não puderam fazer o saque.

Segundo o Sindicato, “o argumento utilizado pelo juiz para a revogação foi que tal medida poderia colocar em risco todo o sistema financeiro, diante da possibilidade de extensão do saque do FGTS para todo o Brasil, mas que o trabalhador ainda poderia ter acesso ao FGTS através da MP 946/2020 do Governo Federal”.

Os advogados do Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu irão entrar com um recurso, para tentar reverter a situação. “O Sindicato dos Metalúrgicos vai insistir no referido processo porque entende que o trabalhador tem direito a fazer uso do seu FGTS nesse momento de crise, e vai continuar a defender os interesses da categoria, até o final, custe o que custar”, informa a nota.

Leia abaixo a íntegra da nota do Sindicato dos Metalúrgicos de Botucatu

TRABALHADORES METALÚRGICOS

Acabamos de receber a notícia de que a liminar que permitia o saque do FGTS, conseguida pelo Sindicato dos Metalúrgicos na Ação Civil Pública, foi revogada.

O argumento utilizado pelo juiz para a revogação foi que tal medida poderia colocar em risco todo o sistema financeiro, diante da possibilidade de extensão do saque do FGTS para todo o Brasil, mas que o trabalhador ainda poderia ter acesso ao FGTS através da MP 946/2020 do Governo Federal.

Entretanto, apesar da revogação, o juiz deixou claro que entende que os trabalhadores têm direito ao saque e que referida decisão poderá ser revista em breve.

O Sindicato dos Metalúrgicos vai insistir no referido processo porque entende que o trabalhador tem direito a fazer uso do seu FGTS nesse momento de crise, e vai continuar a defender os interesses da categoria, até o final, custe o que custar.

Sabemos que é muito difícil lutar contra o Governo e os grandes bancos, mas isso não vai intimidar nossa categoria, que sempre foi unida.

Pedimos aos trabalhadores metalúrgicos que aguardem novas orientações

Grato pela compreensão, Cláudio Beiço  !!

Leia Notícias